Demóstenes Torres reassume e tira férias de dois meses

Senador cassado Demóstenes Torres reassumiu cargo de procurador no MP-GO, em Goiânia; ele havia sido afastado do cargo em 2012 em consequência de ação penal relacionada ao seu envolvimento com o contraventor Carlos Augusto Ramos, Carlinhos Cachoeira; ele ainda não chegou a atuar novamente, porque recebeu dois meses de férias

Goiás 247 - O senador cassado Demóstenes Torres reassumiu nesta quinta-feira (27) cargo de procurador no Ministério Público e Goiás (MP-GO), em Goiânia. Ele havia sido afastado do cargo em 2012 em consequência de ação penal relacionada ao seu envolvimento com o contraventor Carlos Augusto Ramos, Carlinhos Cachoeira. Mas a defesa do então político havia solicitado o retorno dele à função, porque o processo foi arquivado pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO). Demóstenes não chegou a atuar novamente, porque recebeu dois meses de férias.

Na denúncia, instaurada em junho de 2013, Demóstenes respondia pelos crimes de advocacia privilegiada e corrupção passiva, desvendados pela Operações Vegas e Monte Carlo, entre 2008 e 2012. Na época, o MP-GO afirmou que Demóstenes recebeu vantagens, como bebidas caras, viagens, eletrodomésticos de luxo e recebimento de R$ 1,52 milhão. O Supremo Tribunal Federal (STF) anulou a validade de provas obtidas em gravações telefônicas envolvendo o ex-senador e, em junho deste ano, o TJ-GO definiu pelo arquivamento.

De acordo com a assessoria de imprensa do MP-GO, o vice-decano do órgão, Marcos de Abreu e Silva, em cumprimento à decisão do TJ-GO.

Operações

A Operação Monte Carlo foi deflagrada em 29 de fevereiro de 2012. Gravações telefônicas derrubaram o então senador Demóstenes Torres, abasteceram duas CPIs, uma no Congresso e outra na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego). Carlinhos Cachoeira foi preso acusado de chefiar o esquema de exploração de jogos ilegais e corrupção em Goiás e no Distrito Federal, mas foi solto em 11 de dezembro de 2012.

No dia 30 de junho de 2016, Cachoeira foi novamente preso, em Goiânia, durante a Operação Saqueador, deflagrada pela Polícia Federal, para prender pessoas envolvidas em um esquema de lavagem de R$ 370 milhões desviados dos cofres públicos. O bicheiro foi solto no dia 17 de agosto de 2016, para cumprir pena em casa, na capital goiana.

No caso da Operação Vegas, escutas obtidas pelo jornal O Globo em 2009 apontavam que Demóstenes teria interferido em processo judicial ao lobby para regularizar os jogos de azar no Congresso Nacional e até pedido dinheiro emprestado a Cachoeira.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247