CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Depois de Aldo, Senado fecha as portas para Valcke

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, foi a primeira autoridade a anunciar que no se encontraria com o polmico secretrio da Fifa; agora foi a vez do Senado, que no aceitou o francs no lugar do dirigente Joseph Blatter para audincia no dia 11

Depois de Aldo, Senado fecha as portas para Valcke (Foto: DIVULGAÇÃO)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – A presença do secretário-geral da Fifa Jerome Valcke não é bem-vinda no Senado. O francês, que causou polêmica entre as autoridades brasileiras recentemente, não foi aceito no lugar do presidente da entidade, Joseph Blatter, para participar de audiência na Comissão de Educação e Esporte da Casa no dia 11 de abril. Ele teve presença confirmada nesta segunda-feira para falar sobre a organização da Copa do Mundo de 2014 e da Lei Geral da Copa. A notícia foi publicada no blog do jornalista Ricardo Perrone, do UOL.

Valcke já não era bem quisto pelo governo brasileiro como interlocutor da Fifa para a Copa de 2014, mas Blatter não só o manteve no posto como confirmou seu retorno ao País. Na última vez em que esteve no Brasil, o secretário-geral desagradou e causou polêmica por aqui ao dizer que os organizadores precisavam de um “chute no traseiro” para acelerar as obras do Mundial. A frase, que desagradou até a presidente Dilma Rousseff, fez o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, pedir à Fifa que ele não fosse mais o interlocutor nem voltasse mais ao Brasil.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A Comissão do Senado irá agora enviar um novo convite a Joseph Blatter, reiterando que se trata de uma chamada intransferível. Nesta segunda vez que recebeu o convite, o dirigente disse que mandaria o francês em seu lugar. Segundo Perrone, a vinda de Valcke foi interpretada pelo governo brasileiro como um erro estratégico da entidade, pois desgastaria mais a imagem do secretário e acirraria os ânimos.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO