Depois de crise, polo da moda estima vender mais

Comerciantes do setor de confeces de Santa Cruz do Capibaribe, uma das principais cidades do polo da moda do agreste, estimam crescimento de 8,5% nas vendas de fim de ano

Depois de crise, polo da moda estima vender mais
Depois de crise, polo da moda estima vender mais (Foto: SINDIVEST-PE/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Julliana Araújo_247 - Apesar do escândalo com o lixo hospitalar que veio dos Estados Unidos para servir de forro de bolso, no polo confecções do Agreste pernambucano, o varejo de Santa Cruz de Capibaribe, uma das cidades âncoras do segmento no estado, aposta em vendas maiores do que em 2010. Segundo pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Pernambuco (Fecomércio-PE), estima-se  um aumento no entorno de 8,5% nas vendas do Moda Center este ano.

De acordo com o presidente do Sistema Fecomércio-PE, Josias Albuquerque, os comerciantes de moda estão mais otimistas com as vendas do que o comércio tradicional. “Aquele que deveria ser o grande prejudicado com o arranhão na imagem do polo de confecções do agreste tem uma visão muito otimista das vendas de fim de ano, com mais de 55% dos empresários acreditando em faturamento maior, contra 35,5% que admitem queda”, afirmou Albuquerque.

O grande impulsionador das vendas serão os consumidores que compram os produtos para revender. Para este ano, este segmento  deve ter um gasto médio de aproximadamente de R$ 11.400,00, um valor bem acima dos R$ 6.500,00 registrados em 2010.

O levantamento aponta que as vendas serão menores que no ano passado, resultado esperado também no Recife, devido à desaceleração do crescimento econômico do país nos últimos doze meses. “Estima-se que as vendas do comércio vão crescer entorno de 5,5% na capital pernambucana. No ano passado, este índice foi de 13%”, explicou o consultor econômico da Fecomércio-PE, José Fernandes.

Mesmo com as expectativas contrárias em relação às vendas do final de ano, os empresários do comércio tradicional e do Moda Center concordam que 2012 será um ano bom para o varejo. Mais 85% projetam vendas maiores que em 2011.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email