Depois de mais 10 anos, Lúcio Alcântara volta ao ninho tucano

O ex-governador Lúcio Alcântara deixou o PR e deverá se refiliar ao PSDB, partido do qual saiu em 2007, após a derrota na disputa da sua reeleição, quando não teve o apoio dos principais caciques tucanos. Com a mudança no comando do PR e adesão à base do governador Camilo Santana, Lúcio Alcântara, optou por deixar o partido. O ato de filiação está marcado para amanhã (5), em Maracanaú, quando haverá ainda a filiação do ex-prefeito, Roberto Pessoa, que também deixa o PR. Lúcio é  um dos nomes cotados pela oposição ao governador Camilo Santana, para uma das vagas ao Senado Federal

O ex-governador Lúcio Alcântara deixou o PR e deverá se refiliar ao PSDB, partido do qual saiu em 2007, após a derrota na disputa da sua reeleição, quando não teve o apoio dos principais caciques tucanos. Com a mudança no comando do PR e adesão à base do governador Camilo Santana, Lúcio Alcântara, optou por deixar o partido. O ato de filiação está marcado para amanhã (5), em Maracanaú, quando haverá ainda a filiação do ex-prefeito, Roberto Pessoa, que também deixa o PR. Lúcio é  um dos nomes cotados pela oposição ao governador Camilo Santana, para uma das vagas ao Senado Federal
O ex-governador Lúcio Alcântara deixou o PR e deverá se refiliar ao PSDB, partido do qual saiu em 2007, após a derrota na disputa da sua reeleição, quando não teve o apoio dos principais caciques tucanos. Com a mudança no comando do PR e adesão à base do governador Camilo Santana, Lúcio Alcântara, optou por deixar o partido. O ato de filiação está marcado para amanhã (5), em Maracanaú, quando haverá ainda a filiação do ex-prefeito, Roberto Pessoa, que também deixa o PR. Lúcio é  um dos nomes cotados pela oposição ao governador Camilo Santana, para uma das vagas ao Senado Federal (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - O ex-governador Lúcio Alcântara deixou o Partido da República (PR) e irá se refiliar ao PSDB, partido do qual saiu em 2007, após a derrota para Cid Gomes, na disputa da sua reeleição. À época, Lúcio não teve o apoio do principal cacique do partido, o senador Tasso Jereissati e após a derrota, trocou o PSDB pelo PR.

Agora, com a mudança no comando do PR, com a eleição da deputada federal Gorete Pereira pra a presidência, levando o partido para a base do governador Camilo Santana, Lúcio volta ao ninho tucano.

O ato de filiação está marcado para amanhã (5), em Maracanaú, quando haverá ainda a filiação do ex-prefeito, Roberto Pessoa, que também deixa o PR.  

Ainda não há uma definição se Lúcio irá disputar algum cargo nas eleições de 2018, mas é um dos nomes cotados pela oposição ao governador Camilo Santana, para uma das vagas ao Senado Federal.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247