CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Deputada adere a campanha contra estupro

Do total de 3.810 pessoas ouvidas, 65% disseram concordar que as mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas; “O resultado demonstra que ainda temos muito a avançar. A visão predominantemente machista, cultuando o homem como centro da família, mesmo já tendo avançado em muitos aspectos, ainda é predominante”, constatou a parlamentar

Imagem Thumbnail
Do total de 3.810 pessoas ouvidas, 65% disseram concordar que as mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas; “O resultado demonstra que ainda temos muito a avançar. A visão predominantemente machista, cultuando o homem como centro da família, mesmo já tendo avançado em muitos aspectos, ainda é predominante”, constatou a parlamentar (Foto: Aquiles Lins)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Tocantins 247 - A deputada estadual Josi Nunes (PMDB) proferiu discurso da tribuna da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira, 2, sobre o resultado de pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea). O levantamento constatou que, para uma grande parcela da população brasileira, “se as mulheres soubessem como se comportar, haveria menos estupros".

Do total de 3.810 pessoas ouvidas, 65% disseram concordar que as mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas. “O resultado demonstra que ainda temos muito a avançar. A visão predominantemente machista, cultuando o homem como centro da família, mesmo já tendo avançado em muitos aspectos, ainda é predominante”, constatou a parlamentar.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Josi Nunes também se disse indignada e triste ao saber que quase 60% dos entrevistados são mulheres. “É um pensamento arcaico e lamentável”, afirmou. Ela apresentou um cartaz com a frase “A culpa nunca é da vítima. Nenhuma mulher merece ser estuprada”. “O grande responsável pelo estupro é o estuprador, e nós não podemos deixar que as vítimas sejam responsabilizadas por esse crime tão violento”, defendeu.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO