Deputada diz que Maia feriu o regimento da Câmara ao convocar Força Nacional

A líder do PCdoB na Câmara dos Deputados, Alice Portugal, afirma que o presidente da Casa, Rodrigo Maia, infringiu o regimento interno ao pedir atuação da Força Nacional contra a maior manifestação contra o governo Temer, que reuniu mais de 150 mil pessoas em Brasília nesta quarta-feira; "Mais de 100 mil brasileiros vieram a Brasília para reivindicar a democracia e lutar contra as reformas ultraliberais de Temer, um governo que já caiu e não se sustenta. Infelizmente, o presidente Rodrigo Maia exorbitou e pediu de maneira anti-regimental e inconstitucional a Força Nacional. Isso é inaceitável. Exigimos que Maia derrube o decreto, porque a Câmara tem força para tal"

Alice Portugal
Alice Portugal (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - A líder do PCdoB na Câmara dos Deputados, Alice Portugal, afirma que o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ) infringiu o regimento interno ao pedir atuação da Força Nacional contra a maior manifestação contra o governo Temer, que reuniu mais de 150 mil pessoas em Brasília nesta quarta-feira (24).

"Mais de 100 mil brasileiros vieram a Brasília para reivindicar a democracia e lutar contra as reformas ultraliberais de Temer, um governo que já caiu e não se sustenta. Infelizmente, o presidente Rodrigo Maia exorbitou e pediu de maneira anti-regimental e inconstitucional a Força Nacional. Isso é inaceitável. É uma agressão ao Estado Democrático de Direito. Por isso, nos retiramos do Plenário. O PCdoB já perdeu muitos dos seus na ditadura militar e ela começou assim: de forma sutil. Exigimos que Maia derrube o decreto, porque a Câmara tem força para tal", afirmou Alice em entrevista coletiva.

A líder comunista criticou Rodrigo Maia por "insistir em manter a normalidade das votações mesmo com o massacre dos manifestantes durante o 'Ocupa Brasília'".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247