Deputado Alan Sanches lamenta fechamento de UPA no subúrbio

Deputado estadual Alan Sanches (DEM) classificou o fechamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro de Escada, no subúrbio ferroviário de Salvador, como "um presente de grego da Secretaria de Saúde para os baianos"; "Trata-se de uma decisão totalmente equivocada. Afinal, estamos de uma Upa que realiza aproximadamente sete mil atendimentos mensais à população através do SUS, com pacientes não apenas da capital e essa decisão comprova mais uma vez a falta de prioridade do governo com o setor, colocando em risco a atenção à saúde da população", lamenta Sanches

Alan Sanches
Alan Sanches (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O deputado estadual Alan Sanches (DEM) classificou o fechamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro de Escada, no subúrbio ferroviário de Salvador, como "um presente de grego da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) para os baianos". A unidade será desinstalada nesta quarta-feira (28).

"Trata-se de uma decisão totalmente equivocada. Afinal, estamos de uma Upa que realiza aproximadamente sete mil atendimentos mensais à população através do Sistema Único de Saúde (SUS), com pacientes não apenas da capital e essa decisão comprova mais uma vez a falta de prioridade do governo com o setor, colocando em risco a atenção à saúde da população", lamenta Alan Sanches.

O deputado alerta ainda que embora a Sesab alegue que segue uma recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o que se pede, conforme comunicado oficial da Corte, não é o encerramento das atividades, mas somente que a contratação da entidade que explora o equipamento fosse regularizada.

"Portanto, nesse momento o governo, ao invés de agravar a crise já instalada, deveria abrir processo licitatório, de forma que fosse escolhida uma empresa que tenha condição de dar assistência e melhor preço para realizar o serviço", frisa o deputado, reforçando que o questionamento foi feito no início deste ano, tempo suficiente para a resolução do impasse segundo ele.

"O que não podemos aceitar é que uma unidade totalmente e equipada e de tamanha importância feche as portas dessa maneira e muito menos que seja aventado nenhum tipo de contrato emergencial", critica Alan Sanches.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247