Deputado ensina esquema de compra de votos

Aelton Freitas do PR de MG reuniu um grupo de políticos para dar ensinamentos sobre como fazer uma campanha eleitoral e espalhar boatos sobre os concorrentes. "O verdadeiro líder, muitas vezes, é aquele que não faz questão de aparecer", diz 

Deputado ensina esquema de compra de votos
Deputado ensina esquema de compra de votos
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247- O deputado federal do PR de Minas Gerais, Aelton Freitas, apareceu em um vídeo, obtido pelo Fantástico, em que ensina como comprar votos em uma eleição e espalhar boatos sobre os concorrentes.

“Eu tenho uma teoria que eu digo que problema de companheiro meu é problema meu. Acho que política é isso”, diz em um trecho do vídeo.

Antes de ser eleito deputado, ele foi senador, no lugar de José Alencar, que deixou o Senado para assumir a vice-presidência da República, em 2003.

O vídeo foi gravado em setembro de 2012, na retal final das eleições para vereador e prefeito. O deputado está em um restaurante em Capetinga, interior do estado com o então prefeito da cidade, Carlos Roberto Custódio, conhecido como Carlito, o candidato a prefeito, Donizete do Escritório, e o candidato a vice, Adriano do Gás.

“O verdadeiro líder, muitas vezes, é aquele que não faz questão de aparecer”, diz Aelton no vídeo.

Entenda o esquema:

Lição número 1: como comprar votos. A técnica do ‘cartãozinho’: “Nós vamos fazer 200 cartõezinhos para prefeito. Não quer dizer nada, 200 cartõezinhos. E nós vamos pegar 20 amigos nossos confiáveis. Então você vai ter dez, você vai ter dez, você vai ter dez. Esse cartãozinho vale R$ 100. O cara não vai votar em você. Vai votar nos R$ 100 que o cartãozinho que está no bolso dele vale. E outra: só vão pagar se tiver sido eleito”.

Lição número 2: como espalhar boatos contra o adversário. É preciso convocar o esquadrão da fofoca: “Vamos buscar três, quatro pessoas dentro do nosso grupo que saiba incomodar o Daniel”, ensina no vídeo. Daniel Bertholdi era um dos candidatos a prefeito de Capetinga, adversário de Donizete do Escritório.

Depois, Aelton explica como retribui a votação recebida: ele usa a verba das chamadas emendas parlamentares para favorecer os municípios onde obteve mais votos.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247