Deputados aprovam aumento de sua verba

Com apenas um voto contra, da deputada Luiza Maia (foto), a Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira o reajuste da verba de gabinete dos 63 deputados, que passa dos atuais R$ 78 mil para R$ 92 mil mensais; o impacto será de R$ 11 milhões por ano no bolso dos cidadãos; Nilo conta como 'heroísmo' o fato de ter cortado as bolsas de estudo que os deputados distribuíam e eram consideradas ilegais pela Justiça; "Vou cortar na pele, inclusive dos deputados. Já acabou a bolsa de estudo e agora irei reduzir as diárias. Vou cortar na pele para dar esse aumento"; Luiza Maia justificou sua posição; "A gente tem uma estrutura aqui que dá para trabalhar demais. Isso aqui é dinheiro público. Não acho que tem que ficar enchendo bolso de deputado, nem de assessor de deputado"

Com apenas um voto contra, da deputada Luiza Maia (foto), a Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira o reajuste da verba de gabinete dos 63 deputados, que passa dos atuais R$ 78 mil para R$ 92 mil mensais; o impacto será de R$ 11 milhões por ano no bolso dos cidadãos; Nilo conta como 'heroísmo' o fato de ter cortado as bolsas de estudo que os deputados distribuíam e eram consideradas ilegais pela Justiça; "Vou cortar na pele, inclusive dos deputados. Já acabou a bolsa de estudo e agora irei reduzir as diárias. Vou cortar na pele para dar esse aumento"; Luiza Maia justificou sua posição; "A gente tem uma estrutura aqui que dá para trabalhar demais. Isso aqui é dinheiro público. Não acho que tem que ficar enchendo bolso de deputado, nem de assessor de deputado"
Com apenas um voto contra, da deputada Luiza Maia (foto), a Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira o reajuste da verba de gabinete dos 63 deputados, que passa dos atuais R$ 78 mil para R$ 92 mil mensais; o impacto será de R$ 11 milhões por ano no bolso dos cidadãos; Nilo conta como 'heroísmo' o fato de ter cortado as bolsas de estudo que os deputados distribuíam e eram consideradas ilegais pela Justiça; "Vou cortar na pele, inclusive dos deputados. Já acabou a bolsa de estudo e agora irei reduzir as diárias. Vou cortar na pele para dar esse aumento"; Luiza Maia justificou sua posição; "A gente tem uma estrutura aqui que dá para trabalhar demais. Isso aqui é dinheiro público. Não acho que tem que ficar enchendo bolso de deputado, nem de assessor de deputado" (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Com apenas um voto contra, da deputada Luiza Maia (PT), a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) aprovou nesta tarde o reajuste da verba de gabinete dos 63 deputados, que passa dos atuais R$ 78 mil para R$ 92 mil mensais. O impacto, por ora, será de R$ 11 milhões por ano no bolso dos cidadãos.

No total, 54 deputados votaram a favor do reajuste de 18%, após desentendimentos entre o presidente da Casa, Marcelo Nilo (PDT), e Luiza Maia. Os petistas Paulo Rangel e Neusa Cadore e Ângela Souza (PSD) faltaram à sessão. Leur Lomanto Jr. (PMDB) está licenciado e também não votou.

Em entrevista à rádio Metrópole, Marcelo Nilo criticou a postura de Luiza Maia. "É uma vitória dos servidores. Eu não entendo como é que uma deputada vota contra o aumento dos servidores, que têm quatro anos que não têm um aumento. São coisas inacreditáveis que, como Mangabeira dizia, 'pense num absurdo, na Bahia tem precedente'". Ele se refere à famosa fase do ex-governador Otávio Mangabeira.

Nilo conto como 'heroísmo' o fato de ter cortado as bolsas de estudo que os deputados distribuíam e eram consideradas ilegais pela Justiça. "Vou cortar na pele, inclusive dos deputados. Já acabou a bolsa de estudo e agora irei reduzir as diárias. Vou cortar na pele para dar esse aumento, já que o governador Rui Costa não vai dar a suplementação. Eu não posso é prejudicar os servidores. Eu irei apertar os deputados, mas não os servidores".

Na sessão em que foi aprovado o aumento, a deputada Luiza Maia explicou sua posição contrária ao pedir questão de ordem. "A gente tem uma estrutura aqui que dá para trabalhar demais. Isso aqui é dinheiro público. Não acho que tem que ficar enchendo bolso de deputado, nem de assessor de deputado", disse a petista.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247