Desmatamento na Amazônia aumenta 51% no 1º trimestre e bate recorde do período

O desmatamento alcançou 796 km2 da Amazônia Legal entre janeiro e março, um recorde para o período nos últimos cinco anos, desde que o sistema de alertas Deter, do Inpe, passou a usar a metodologia atual

Governo confirma aumento do desmatamento da Amazônia em 2013
Governo confirma aumento do desmatamento da Amazônia em 2013
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O desmatamento alcançou 796 km2 da Amazônia Legal entre janeiro e março, o que representa um aumento de 51% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, de acordo com os alertas do sistema Deter, do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). O número também significa um recorde para o período nos últimos cinco anos, desde que o Deter passou a usar a metodologia atual.

Marcado pela estação das chuvas na região amazônica, o primeiro trimestre geralmente tem números mais baixos de desmatamento do que o restante do ano.

O Mato Grosso teve a maior área desmatada neste ano – 267 km2, sendo 55km a mais do que no início do ano passado. A alta deste trimestre foi puxada pelo Pará, com 257 km2 de desmatamento neste trimestre, alta de 242% em relação ao início de 2019, que registrava 75 km2.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247