Desmatamento na Mata Atlântica cresceu 27% entre 2018 e 2019, aponta relatório

Foram desmatados 14.502 hectares entre 1º de outubro de 2018 e 30 de setembro de 2019, comparados a 11.399 no mesmo período entre 2017 e 2018, de acordo com relatório "Atlas da Mata Atlântica" divulgado pela Fundação SOS Mata Atlântica e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe)

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O desmatamento das áreas de Mata Atlântica do Brasil cresceu 27% entre 2018 e 2019. Foram desmatados 14.502 hectares entre 1º de outubro de 2018 e 30 de setembro de 2019, comparados a 11.399 no mesmo período entre 2017 e 2018 (1 hectare equivale a 10 mil m²). É o que aponta o relatório "Atlas da Mata Atlântica" divulgado pela Fundação SOS Mata Atlântica e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) nesta quarta-feira (27), data que marca o dia do bioma.

O estado de Minas Gerais teve a maior área abatida, com 4.972 hectares destruídos, seguido pela Bahia, com 3.532, pelo Paraná (2.767) e pelo Piauí (1.558). 

Alagoas e Rio Grande do Norte conseguiram zerar o desmatamento, conforme os parâmetros da ONG. (O "Atlas da Mata Atlântica" consegue mapear desmatamentos acima de 3 hectares, o equivalente a 30 mil m²).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247