Destino final de Weintraub pode ser a deportação

O ex-ministro Abraham Weintraub pode ser deportado dos EUA caso tenha usado a prerrogativa de funcionário do governo para entrar em solo norte-americano. A fuga de Weintraub foi destaque em todos os jornais do Brasil, surpreendendo até apoiadores

www.brasil247.com - Abraham Weintraub
Abraham Weintraub (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)


247 - A deportação pode ser o destino final de Weintraub. O ex-ministro pode ter usado a prerrogativa de funcionário de governo para entrar nos EUA. Se for confirmado o atalho diplomático, Weintraub terá de fazer as malas de volta. 

A reportagem da revista Istoé destaca que “o governo dos Estados Unidos fechou as fronteiras do país para brasileiros por causa da Covid-19. A ressalva para entrada é permitida apenas para funcionários do governo com passaporte diplomático.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A matéria ainda lembra: “caso Abraham tenha usado desta premissa para conseguir a permissão, uma norma pode fazer com que o ex-ministro seja deportado. Aqueles que “contornarem a aplicação dessa proclamação através de fraude, deturpação intencional de um fato material ou entrada ilegal serão prioridades na remoção pelo Departamento de Segurança Interna”, descreve a norma.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email