Dilma diz que "segundo golpe" está em curso para impedir volta de Lula

A presidente deposta Dilma Rousseff, disse, durante sua passagem juntamente com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a inauguração popular do Eixo Leste da Transposição do São Francisco, em Monteiro, no Sertão da Paraíba, que "um segundo golpe" está sendo urdido para impedir que Lula seja candidato à Presidência da República em 2018; "Esse segundo golpe é impedir que os candidatos populares sejam colocados à disposição do povo. O Lula é um desses. Vamos nos encontrar com a democracia. É o único jeito da gente lavar a alma do povo", afirmou Dilma

19/03/2017- Monteiro- PB, Brasil- Os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff viajam para Monteiro-PB ao lado do governador Ricardo Coutinho. Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula
19/03/2017- Monteiro- PB, Brasil- Os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff viajam para Monteiro-PB ao lado do governador Ricardo Coutinho. Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - A presidente deposta Dilma Rousseff, disse, durante sua passagem juntamente com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a inauguração popular do Eixo Leste da Transposição do São Francisco, em Monteiro, no Sertão da Paraíba, que "um segundo golpe" está sendo urdido para impedir que Lula seja candidato à Presidência da República em 2018. "Estou aqui para dizer, assim como vieram aqui e contaram mentiras da transposição, eles contarão mentiras para que não tenhamos eleições livres, abertas, amplas. Impedirão? Não! O povo desse país não suporta um segundo golpe. Esse segundo golpe é impedir que os candidatos populares sejam colocados à disposição do povo. O Lula é um desses. Vamos nos encontrar com a democracia. É o único jeito da gente lavar a alma do povo", afirmou Dilma.

Segundo ela, o golpe que a tirou do poder "ainda está em curso". "Esse golpe não acaba aí [com o seu impeachment]. Ele continua. Nós todos aqui temos um encontro com a democracia em outubro de 2018. É quando nós vamos discutir o destino desse país. Eles sabem que se deixarem-nos conversar com o povo, esclarecer o povo, nós ganharemos essa eleição", disse. "Nós seremos, possivelmente com o presidente Lula, grandes competidores. Nós não achamos que temos de ganhar todas as eleições. Quem acredita na democracia sabe perder. Nós sabemos perder", completou.

Dilma também qualificou como "cara de pau"os políticos que, no último dia 10 participaram, juntamente com Michel Temer, da inauguração oficial do Eixo Leste da Transposição. "Esse país assistiu mais uma mentira recentemente. Vejam a cara de pau em dizerem que uma obra do tamanho da transposição do tamanho dessa podia ser feito, resolvida, em seis meses. A cara de pau é a mesma da mentia feita no meu impeachment. Ela estava praticamente concluída quando concluí o governo", assegurou Dilma.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247