Diretórios estaduais do PSB aprovam fusão com PPS

Os presidentes dos diretórios estaduais do PSB aprovaram, nesta terça-feira (12), durante uma reunião realizada em Brasília, a fusão da legenda com o PPS; as únicas posições contrárias ao projeto saíram dos diretórios estaduais de Pernambuco e do Maranhão, que defendem que o PPS seja incorporado e não fundido ao Partido Socialista Brasileiro; "É muito importante consultar e ouvir. Além da Executiva, já consultamos as bancadas socialistas na Câmara e no Senado. Esta reunião é da maior importância em relação ao processo de fusão", disse o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira

Os presidentes dos diretórios estaduais do PSB aprovaram, nesta terça-feira (12), durante uma reunião realizada em Brasília, a fusão da legenda com o PPS; as únicas posições contrárias ao projeto saíram dos diretórios estaduais de Pernambuco e do Maranhão, que defendem que o PPS seja incorporado e não fundido ao Partido Socialista Brasileiro; "É muito importante consultar e ouvir. Além da Executiva, já consultamos as bancadas socialistas na Câmara e no Senado. Esta reunião é da maior importância em relação ao processo de fusão", disse o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira
Os presidentes dos diretórios estaduais do PSB aprovaram, nesta terça-feira (12), durante uma reunião realizada em Brasília, a fusão da legenda com o PPS; as únicas posições contrárias ao projeto saíram dos diretórios estaduais de Pernambuco e do Maranhão, que defendem que o PPS seja incorporado e não fundido ao Partido Socialista Brasileiro; "É muito importante consultar e ouvir. Além da Executiva, já consultamos as bancadas socialistas na Câmara e no Senado. Esta reunião é da maior importância em relação ao processo de fusão", disse o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - Os presidentes dos diretórios estaduais do PSB aprovaram, nesta terça-feira (12), durante uma reunião realizada em Brasília, a fusão da legenda com o PPS. As únicas posições contrárias ao projeto saíram dos diretórios estaduais de Pernambuco e do Maranhão, que defendem que o PPS seja incorporado e não fundido ao Partido Socialista Brasileiro. 

A opção pela fusão já é vista como uma perda de força do grupo pernambucano, que conseguiu manter uma hegemonia coesa após a morte do ex-governador Eduardo Campos, o que pode levar a um isolamento em outras decisões do núcleo central do partido.

"É muito importante consultar e ouvir. Além da Executiva, já consultamos as bancadas socialistas na Câmara e no Senado. Esta reunião é da maior importância em relação ao processo de fusão. Vocês são presidentes estaduais e é aí que o partido acontece", disse o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247