Disputa se polariza e Aécio diz: "eleições se perdem"

Isolado no terceiro lugar na corrida pela Presidência com a rápida ascensão da candidata do PSB, Marina Silva, senador tucano Aécio Neves já parece resignado: “Eu tenho que confiar. Mas não estou dizendo que vou ganhar todas as eleições. Eleições se perdem. Já perdi eleições, inclusive, e acho que se aprende muito com isso. Agora, que não se pode perder é a capacidade de defender aquilo em que se acredita”; pesquisas Ibope e Datafolha cravam 2° turno acirrado entre Dilma Rousseff e Marina; presidente apresenta maior índice de eleitores convictos e ex-senadora garfa a preferência de eleitores mais ricos e escolarizados do tucano

Isolado no terceiro lugar na corrida pela Presidência com a rápida ascensão da candidata do PSB, Marina Silva, senador tucano Aécio Neves já parece resignado: “Eu tenho que confiar. Mas não estou dizendo que vou ganhar todas as eleições. Eleições se perdem. Já perdi eleições, inclusive, e acho que se aprende muito com isso. Agora, que não se pode perder é a capacidade de defender aquilo em que se acredita”; pesquisas Ibope e Datafolha cravam 2° turno acirrado entre Dilma Rousseff e Marina; presidente apresenta maior índice de eleitores convictos e ex-senadora garfa a preferência de eleitores mais ricos e escolarizados do tucano
Isolado no terceiro lugar na corrida pela Presidência com a rápida ascensão da candidata do PSB, Marina Silva, senador tucano Aécio Neves já parece resignado: “Eu tenho que confiar. Mas não estou dizendo que vou ganhar todas as eleições. Eleições se perdem. Já perdi eleições, inclusive, e acho que se aprende muito com isso. Agora, que não se pode perder é a capacidade de defender aquilo em que se acredita”; pesquisas Ibope e Datafolha cravam 2° turno acirrado entre Dilma Rousseff e Marina; presidente apresenta maior índice de eleitores convictos e ex-senadora garfa a preferência de eleitores mais ricos e escolarizados do tucano (Foto: Roberta Namour)

247 – As pesquisas de intenção de voto divulgadas nesta quarta-feira esfriaram ainda mais o clima no PSDB na concorrência pela Presidência. O senador mineiro Aécio Neves aparece isolado em terceiro lugar, enquanto a disputa se polariza entre a presidente Dilma Rousseff e a candidata do PSB, Marina Silva.

No placar do Ibope, Dilma tem 37%, Marina 33% e Aécio 15%. Já na sondagem do Datafolha, a presidente subiu para 35%, enquanto a ex-senadora marcou os mesmos 34% da última vez e o tucano perdeu um ponto, descendo para 14%.

Resignado, Aécio admite, pela primeira vez, possibilidade de derrota: “Eu tenho que confiar. Mas não estou dizendo que vou ganhar todas as eleições. Eleições se perdem. Já perdi eleições, inclusive, e acho que se aprende muito com isso. Agora, que não se pode perder é a capacidade de defender aquilo em que se acredita”, disse o candidato à rádio CBN.

O cenário não é de fato favorável para o PSDB. A presidente Dilma apresenta maior índice de eleitores convictos. Segundo o Datafolha, no caso de Dilma, três quartos (74%) de seus eleitores declararam estar totalmente decididos. Entre marineiros, 70% afirmam fidelidade pela candidata. O tucano é o que corre mais risco de perder eleitores - taxa de eleitores convictos cai para 66%.

A rápida ascensão de Marina Silva atingiu diretamente seu desempenho. Segundo o colunista Bernardo Mello Franco, os eleitores mais ricos e escolarizados continuam a trocar Aécio Neves (PSDB) por Marina Silva (PSB). Entre os brasileiros com renda familiar acima de 10 salários mínimos, o tucano caiu 13 pontos em duas semanas, de 38% para 25%. A ex-senadora subiu 14 e avançou de 27% para 41%.

Na faixa com ensino superior, Aécio perdeu 12 pontos e foi de 31% a 19%. Marina ganhou 12 e saltou de 30% para 42%. O índice de Dilma Rousseff (PT) variou pouco nos dois grupos, mostra o Datafolha.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247