Divulgação da Copa coloca estatal gaúcha sob suspeita

Companhia Carris pode ter aceitado sobrepreo em pinturas de nibus

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A Companhia Carris, empresa municipal de transportes urbanos de Porto Alegre, pode ter programado pagamentos por preços superiores aos do mercado pela pintura de 12 ônibus com motivos alusivos à Copa do Mundo de 2014. Uma reportagem exibida pela RBS TV na noite de ontem mostrou que o valor previsto para a decoração externa de cada veículo, de R$ 9,25 mil, contratado sem licitação, corresponde a quase duas vezes e meia os 3,8 mil propostos por outra empresa. A emissora apresentou os valores com base em e-mails trocados por diretores e gerentes da Carris, aos quais teve acesso.

O prefeito José Fortunati (PDT) afastou três diretores da empresa nesta terça-feira, inclusive o presidente João Pancinha, que foi substituído por Sérgio Zimmermann. "Tomei esta decisão para que o município seja preservado, garantindo total transparência nas investigações que estamos iniciando", explicou com a ressalva de que isso não significa qualquer condenação aos que saem. "O importante é propiciar o ambiente mais transparente para o desenvolvimento do trabalho da companhia e do processo de sindicância", afirmou. O Ministério Público de Contas pediu informações à empresa e também vai analisar o caso.

Em diferentes entrevistas, os diretores afastados sustentaram que não houve licitação porque a empresa que começou a prestar o serviço já era contratada da Carris. Admitiram, no entanto, algum erro no processo que previu o custo de R$ 9,25 mil. Tanto que o serviço e os pagamentos já estavam suspensos. Apenas dois ônibus estão pintados e circulando.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247