Doria afirma dar ‘apoio total’ a Marconi para presidir PSDB

O prefeito de São Paulo, João Doria, afirmou que apoia governador de Goiás, Marconi Perillo, para presidir o PSDB; "Apoio total a Marconi Perillo para presidir o PSDB. Sem ferimentos a ninguém", disse Doria; o presidente interino da legenda, senador Tasso Jereissati (CE), é pressionado pelo grupo do senador Aécio Neves (MG), presidente licenciado, a deixar o comando da sigla

O prefeito de São Paulo, João Doria, afirmou que apoia governador de Goiás, Marconi Perillo, para presidir o PSDB; "Apoio total a Marconi Perillo para presidir o PSDB. Sem ferimentos a ninguém", disse Doria; o presidente interino da legenda, senador Tasso Jereissati (CE), é pressionado pelo grupo do senador Aécio Neves (MG), presidente licenciado, a deixar o comando da sigla
O prefeito de São Paulo, João Doria, afirmou que apoia governador de Goiás, Marconi Perillo, para presidir o PSDB; "Apoio total a Marconi Perillo para presidir o PSDB. Sem ferimentos a ninguém", disse Doria; o presidente interino da legenda, senador Tasso Jereissati (CE), é pressionado pelo grupo do senador Aécio Neves (MG), presidente licenciado, a deixar o comando da sigla (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O prefeito de São Paulo, João Doria, afirmou que apoia governador de Goiás, Marconi Perillo, para presidir o PSDB. "Apoio total a Marconi Perillo para presidir o PSDB. Sem ferimentos a ninguém", disse Doria ao Estadão. A convenção nacional da sigla está marcada para dezembro. O presidente interino da legenda, senador Tasso Jereissati (CE), é pressionado pelo grupo do senador Aécio Neves (MG), presidente licenciado, a deixar o comando da sigla.

Jereissati disse a aliados que apoia a candidatura do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, ao Palácio do Planalto em 2018. A ala do PSDB que defende o rompimento com o governo Michel Temer (PMDB) quer a continuidade Jereissati na presidência do PSDB de forma definitiva. O novo presidente da legenda terá papel fundamental na escolha do candidato presidencial.

Doria defende a antecipação da convenção nacional para outubro, proposta que não tem respaldo na executiva tucana. Pelo calendário do PSDB as convenções municipais tucanas acontecerão em outubro, as estaduais em novembro e a nacional em dezembro.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247