Dória ataca França, fragilizando Alckmin

O pré-candidato do PSDB ao governo de São Paulo João Doria abriu uma ofensiva jurídica e política contra o governador e pré-candidato à reeleição Márcio França (PSB) por suposto uso da máquina e promoção pessoal; o embate deixa o entorno do ex-governador e presidenciável Geraldo Alckmin preocupado porque França e Doria são aliados do tucano e o apoiam na corrida ao Planalto

O pré-candidato do PSDB ao governo de São Paulo João Doria abriu uma ofensiva jurídica e política contra o governador e pré-candidato à reeleição Márcio França (PSB) por suposto uso da máquina e promoção pessoal; o embate deixa o entorno do ex-governador e presidenciável Geraldo Alckmin preocupado porque França e Doria são aliados do tucano e o apoiam na corrida ao Planalto
O pré-candidato do PSDB ao governo de São Paulo João Doria abriu uma ofensiva jurídica e política contra o governador e pré-candidato à reeleição Márcio França (PSB) por suposto uso da máquina e promoção pessoal; o embate deixa o entorno do ex-governador e presidenciável Geraldo Alckmin preocupado porque França e Doria são aliados do tucano e o apoiam na corrida ao Planalto (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - O pré-candidato do PSDB ao governo de São Paulo João Doria abriu uma ofensiva jurídica e política contra o governador Márcio França (PSB), que disputará a reeleição neste ano.

O embate deixa o entorno do ex-governador e presidenciável Geraldo Alckmin preocupado porque França e Doria são aliados do tucano e o apoiam na corrida pela presidência da República. 

O advogado da pré-campanha de Doria, Flávio Henrique Costa Pereira, entrou na semana passada com uma ação popular na Justiça contra França, acusando o pessebista de uso da máquina e promoção pessoal em evento oficial, no dia 5 de maio em São José do Rio Preto.

"Ele fez um discurso que teve tom eleitoral e depois divulgou um vídeo nas redes sociais do governo que parece peça publicitária", disse Pereira.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247