Doria e Alckmin estão em guerra e já não se falam mais

Oito meses após a posse do prefeito, pupilo do cacique tucano e governador Geraldo Alckmin, criador e criatura conversam apenas de forma protocolar, em meio à disputa interna pela vaga de candidato à presidência da República

alckmin doria
alckmin doria (Foto: Gisele Federicce)

247 - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e o pupilo que lançou candidato à Prefeitura da capital paulista a contragosto de outros caciques tucanos, como Fernando Henrique Cardoso, já nem se falam mais.

É o que conta reportagem de Ana Clara Gosta na revista Veja deste fim de semana. De acordo com o texto, oito meses após a posse do prefeito, criador e criatura, que tinham uma relação de amizade, hoje conversam apenas de protocolarmente.

O principal motivo é a disputa interna pela vaga de candidato à presidência da República, que Alckmin acreditava já ser dele. E Doria, que prometeu publicamente lealdade total ao padrinho político, não parece praticá-la.

O prefeito tem abandonado a cidade para viajar pelo País, onde faz discursos e recebe títulos, numa agenda de pré-candidato. Enquanto isso, Alckmin, dono de um estilo mais sutil de fazer política, tem recebido conselhos de dentro do partido para se tornar mais agressivo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247