"Doria, não se come uma comida que sua avó não reconheça"

"Como diria o jornalista americano Michael Pollan em seu livro 'As Regras da Comida', 'Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida'", diz a jornalista de gastronomia Claudia Lima sobre a farinata, espécie de ração ultraprocessada que João Doria quer fornecer para pessoas carentes;  "fornecer esse tipo de alimento seja na merenda escolar ou para qualquer pessoa é um absurdo. Gente come comida. Segundo, porque quão mais barato, ou quanto menos de desperdício se terá utilizando esse tipo de suplemento", escreve

farinata doria
farinata doria (Foto: Giuliana Miranda)

247 - A jornalista de gastronomia Claudia Lima criticou duramente a proposta da farinata do prefeito de São Paulo, João Doria.

"Como diria o jornalista americano Michael Pollan em seu livro 'As Regras da Comida', 'Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida'. Ou 'Evite produtos alimentares que contenham ingredientes que nenhum ser humano normal teria na despensa'. 'Evite alimentos que estejam fingindo ser o que não são.

Eu poderia começar este texto com as 64 regras que ele prega no livro, apenas para comentar o assunto que está dando o que falar nesta semana. Você também deve ter ficado estarrecido com a notícia de que a partir deste mês as escolas iriam oferecer um granulado como alternativa a ser usada na merenda de escolas da cidade de São Paulo certo? Em um vídeo de divulgação do programa “Alimentos para Todos”, de combate ao desperdício e à fome, o prefeito de São Paulo João Dória disse que a tal “ração” (como vem sendo chamada) era um produto “abençoado”. Sério mesmo? Só para a gente entender, o tal granulado ou ração é feito de farinata, uma espécie de farinha que utiliza alimentos que iriam para o lixo por estarem fora de padrões de venda ou próximos ao vencimento.

Nem preciso dizer que estas regras da comida deveriam ser divulgadas e repetidas à exaustão. Primeiro pra deixar bem claro que fornecer esse tipo de alimento seja na merenda escolar ou para qualquer pessoa é um absurdo. Gente come comida. Segundo, porque quão mais barato, ou quanto menos de desperdício se terá utilizando esse tipo de suplemento?"

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247