Doria vai multar secretários que chegarem atrasados em eventos

O novo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), decidiu criar uma caixinha para cobrar multa dos secretários e auxiliares que chegarem atrasados em eventos e reuniões; a tolerância é de 15 minutos e quem ultrapassar o limite terá que pagar R$ 200; Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) será responsável pela arrecadação

O novo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), decidiu criar uma caixinha para cobrar multa dos secretários e auxiliares que chegarem atrasados em eventos e reuniões; a tolerância é de 15 minutos e quem ultrapassar o limite terá que pagar R$ 200; Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) será responsável pela arrecadação
O novo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), decidiu criar uma caixinha para cobrar multa dos secretários e auxiliares que chegarem atrasados em eventos e reuniões; a tolerância é de 15 minutos e quem ultrapassar o limite terá que pagar R$ 200; Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) será responsável pela arrecadação (Foto: José Barbacena)

SP 247 - O novo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), decidiu criar uma caixinha para cobrar multa dos secretários e auxiliares que chegarem atrasados em eventos e reuniões. A informação é do jornal O Estado de S.Paulo. A tolerância é de 15 minutos e quem ultrapassar o limite terá que pagar R$ 200. A Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) será responsável pela arrecadação.

Em entrevista à Rádio Estadão, a secretária Patrícia Bezerra disse que a multa por secretário não vai exceder R$ 400 em um único dia. "Os que têm hábito de chegar atrasados vão ser penalizados de forma dura".

A secretária revelou que o prefeito não aceitar o congestionamento como justificativa. A recomendação é que os secretários saiam de seus locais com duas horas de antecedência.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247