Dunga diz estar satisfeito com seleção mas alerta para 2015 "difícil"

"Mais do que os resultados em si, a forma de trabalho de todos os jogadores, a compreensão deles do que representa a seleção brasileira. Depois da Copa do Mundo, eles vieram com o espírito de dar o melhor de si para a seleção brasileira", disse Dunga ao site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF)

Foto: Rafael Ribeiro / CBF  Dunga convoca a Seleção Brasileira para amistosos de novembro
Foto: Rafael Ribeiro / CBF Dunga convoca a Seleção Brasileira para amistosos de novembro (Foto: Luis Mauro Queiroz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A comissão técnica da seleção brasileira avaliou como positivo o segundo semestre da equipe, mas ressaltou que o próximo ano será "difícil" e que ainda há muito trabalho a ser feito.

Depois da Copa do Mundo, já sob o comando do técnico Dunga e do coordenador Gilmar Rinaldi, o Brasil venceu todos os seis amistosos que disputou, e o treinador elogiou o comprometimento dos atletas, lembrando que o volante Fernandinho chegou a fretar um jato para se apresentar à seleção.

"Mais do que os resultados em si, a forma de trabalho de todos os jogadores, a compreensão deles do que representa a seleção brasileira. Depois da Copa do Mundo, eles vieram com o espírito de dar o melhor de si para a seleção brasileira", disse Dunga ao site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

A seleção derrotou Colômbia, Equador, Argentina, Japão, Turquia e Áustria depois de uma campanha desastrosa no Mundial em casa, que incluiu uma derrota por 7 x 1 para a Alemanha na semifinal. O time ficou em quarto lugar após perder para a Holanda por 3 x 0.

"Foi bom, mas o ano que vem será bem mais difícil. Temos que nos preparar ainda melhor. É o início de trabalho, não é em seis meses que você vai atingir tudo que queremos", declarou ele.

Em 2015, a seleção brasileira disputará a Copa América no Chile e o início das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, por isso Rinaldi alerta que o time precisa evoluir.

"Procuramos fazer o melhor trabalho no menor tempo possível. É claro que tem muita coisa a ser feita, mas a gente está satisfeito", afirmou o coordenador.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247