Dupla Kassab-Meirelles aposta no interior paulista

Partido do ex-prefeito de São Paulo acelera caravanas pelo interior do Estado com estratégia para crescer de modo sustentado; reuniões com filiados e simpatizantes já atingem mais de 350 cidades e, neste sábado, a escala é em Ribeirão Preto; Gilberto Kassab busca ter 15% das intenções de voto para governador no início do horário eleitoral gratuito, em julho, e conta com a candidatura de Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central, ao Senado; "Não poderíamos ter nomes melhores que Kassab e Meirelles", diz a ex-vice-prefeita paulistana Alda Marco Antônio; comendo pelas beiradas, PSD vem conquistando espaços na briga pelo Palácio dos Bandeirantes

Partido do ex-prefeito de São Paulo acelera caravanas pelo interior do Estado com estratégia para crescer de modo sustentado; reuniões com filiados e simpatizantes já atingem mais de 350 cidades e, neste sábado, a escala é em Ribeirão Preto; Gilberto Kassab busca ter 15% das intenções de voto para governador no início do horário eleitoral gratuito, em julho, e conta com a candidatura de Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central, ao Senado; "Não poderíamos ter nomes melhores que Kassab e Meirelles", diz a ex-vice-prefeita paulistana Alda Marco Antônio; comendo pelas beiradas, PSD vem conquistando espaços na briga pelo Palácio dos Bandeirantes
Partido do ex-prefeito de São Paulo acelera caravanas pelo interior do Estado com estratégia para crescer de modo sustentado; reuniões com filiados e simpatizantes já atingem mais de 350 cidades e, neste sábado, a escala é em Ribeirão Preto; Gilberto Kassab busca ter 15% das intenções de voto para governador no início do horário eleitoral gratuito, em julho, e conta com a candidatura de Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central, ao Senado; "Não poderíamos ter nomes melhores que Kassab e Meirelles", diz a ex-vice-prefeita paulistana Alda Marco Antônio; comendo pelas beiradas, PSD vem conquistando espaços na briga pelo Palácio dos Bandeirantes (Foto: Sheila Lopes)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Neste sábado 15, em Ribeirão Preto, no centro da chamada Califórnia brasileira, o PSD vai dar uma demonstração de força. Organizado pela prefeita Darcy Vera, um ato político terá como estrelas o pré-candidato a governador Gilberto Kassab e o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles. Enquanto Kassab executa um minucioso plano para chegar às portas do horário eleitoral gratuito, em julho, com cerca de 15% das intenções, Meirelles está a um passo de assumir com todas as letras sua candidatura ao Senado pelo partido. Que ninguém se engane com essa dupla: correndo por fora, ambos estão fazendo tudo certo para surpreender os adversários.

De saída, Kassab definiu que a prioridade do PSD é o interior do Estado. "Na capital, todos já me conhecem, tenho a imagem consolidada", pontua ele. "Mas no interior há muito para me apresentar, organizar o partido e criar militância". Para isso, ele conta com a ex-vice-prefeita Alda Marco Antônio.

Em pessoa, ela já comandou, desde o segundo semestre do ano passado, mais de 200 reuniões de organização do PSD. "Estamos juntando a mulherada", resumiu Alda ao 247. "E nesse trabalho vamos fincando as bandeiras e recolhendo sugestões para o programa de governo do PSD. O engajamento tem sido impressionante".

Kassab reconhece que será fundamental para o PSD, neste momento de formação de bases, ter candidato próprio a governador. Mesmo assim, ele segue sendo alvo da atenção dos tucanos do PSDB, com quem tem aliança histórica. Mas enquanto não chega o momento das convenções partidárias, em junho, o ex-prefeito se movimenta com desenvoltura. Um ônibus envelopado com o logotipo da sigla partidária o vai levando a diferentes cidades, nas quais não faltam recepções festivas e dezenas de apoiadores a esperá-lo.

- Nenhum outro partido está fazendo o trabalho de base que estamos fazendo, acredita Kassab. "Nossos resultados vão aparecer na hora certa".

Para essa alavancagem, a candidatura de Meirelles ao Senado é estratégica. Com a experiência de já ter sido o deputado federal mais votado de Goiás, em 2002, e trânsito livre no empresariado, Meirelles é a grande aposta de Kassab para arrebatar a única cadeira em jogo para o Senado, em outubro.

Concorrendo contra o senador Eduardo Suplicy, nome já definido para o PT, dá-se como certo, nos bastidores da política paulista, que até o ex-presidente Lula tem interesse em que Meirelles seja eleito.

Presidente do BC durante os oito anos de Lula no Palácio do Planalto, ele conta com a não agressão dos petistas pelo flanco esquerdo. O discurso do crescimento econômico está na ponta da língua. Com ele, Meirelles espera ter nitidez suficiente para atrair votos além da própria legenda do PSD.

Em razão de seu passado no governo, marcado por elogios que beiram a unanimidade, conta em obter forte cobertura da mídia e abrir espaços diários, durante a campanha, para sua pregação. Videos em que Meirelles e Kassab falam sobre o PSD e as eleições de outubro são apresentados em todas as reuniões partidárias nas quais eles pessoalmente não podem estar. A ideia é não perder tempo.

- Para um partido em formação, continou Alda, é fundamental que tenhamos candidatos majoritários fortes. E não poderíamos ter nomes melhores que Kassab e Meirelles. O 'prefeito' é o melhor político de bastidores do Brasil, e o 'presidente' tem um apetite enorme pela atividade política muito grande. Qual partido não gostaria de ter esses dois super quadros na mão?", pergunta ela.



O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email