“É assim todo dia com as mulheres, e não só na política”, diz Manuela sobre Roda Viva

"É revoltante o que houve. Mas é assim todo dia com as mulheres, e não só na política: no trabalho, na universidade, em casa. Por isso não quero que pensem e tratem o que aconteceu como uma coisa excepcional. Até porque a palavra vem de exceção, né? O que aconteceu é a regra e não a exceção! É assim que nós mulheres fazemos nossa luta e vivemos nossa vida todo dia", disse a presidenciável do PCdoB, Manuela D'Ávila, sobre o espetáculo de misoginia e machismo contra ela durante sua participação no programa Roda Viva

"É revoltante o que houve. Mas é assim todo dia com as mulheres, e não só na política: no trabalho, na universidade, em casa. Por isso não quero que pensem e tratem o que aconteceu como uma coisa excepcional. Até porque a palavra vem de exceção, né? O que aconteceu é a regra e não a exceção! É assim que nós mulheres fazemos nossa luta e vivemos nossa vida todo dia", disse a presidenciável do PCdoB, Manuela D'Ávila, sobre o espetáculo de misoginia e machismo contra ela durante sua participação no programa Roda Viva
"É revoltante o que houve. Mas é assim todo dia com as mulheres, e não só na política: no trabalho, na universidade, em casa. Por isso não quero que pensem e tratem o que aconteceu como uma coisa excepcional. Até porque a palavra vem de exceção, né? O que aconteceu é a regra e não a exceção! É assim que nós mulheres fazemos nossa luta e vivemos nossa vida todo dia", disse a presidenciável do PCdoB, Manuela D'Ávila, sobre o espetáculo de misoginia e machismo contra ela durante sua participação no programa Roda Viva (Foto: Aquiles Lins)

247 - A deputada Manuela D'Ávila, pré-candidata a presidente pelo PCdoB, comentou o espetáculo de misoginia e machismo contra ela durante sua participação no programa Roda Viva, da TV Cultura. 

"O fato do Roda Viva, um programa de televisão com alcance, ter entrevistado daquele modo uma mulher pré-candidata à presidência fez com que muitas pessoas ficassem indignadas com o tratamento que recebi. Agradeço a solidariedade e os elogios por ter, em ambiente tão violentamente hostil, apresentado propostas consistentes e lutado o bom combate", afirma Manuela em entrevista ao site Catraca Livre. 

"É revoltante o que houve. Mas é assim todo dia com as mulheres, e não só na política: no trabalho, na universidade, em casa. Por isso não quero que pensem e tratem o que aconteceu como uma coisa excepcional. Até porque a palavra vem de exceção, né? O que aconteceu é a regra e não a exceção! É assim que nós mulheres fazemos nossa luta e vivemos nossa vida todo dia", completa.

Além de interromperem constantemente a pré-candidata do PCdoB, os entrevistadores fizeram poucas perguntas sobre suas propostas de governo, tendo insistido em questionamentos sobre o ex-presidente Lula. "Todos nós aqui sabemos porque o ex-presidente Lula está preso. Ele está preso porque é primeiro nas pesquisas. Todo o povo brasileiro sabe", retrucou ela.

Leia a entrevista na íntegra

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247