E nem a "Devassa" escapou da fiscalização

A Defesa Civil interditou, nesta terça-feira (5), o local onde funcionaria durante o Carnaval a Casa da Devassa, em Olinda; o órgão alega que o imóvel oferecia risco de desabamento; a empresa responsável pelo evento, CK Promo Produções, diz estar sofrendo retaliação "pelo uso do Adjetivo DEVASSA que se confunde com a Cervejaria Devassa”; a Casa da Skol, também em Olinda, sofreu interdição temporária, sendo permitida apenas a ocupação da área externa do local

E nem a "Devassa" escapou da fiscalização
E nem a "Devassa" escapou da fiscalização
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PE247 – A Defesa Civil interditou, nesta terça-feira (5), o local onde funcionaria durante o Carnaval a Casa da Devassa, em Olinda, Região Metropolitana do Recife (RMR). Conforme o órgão, o espaço não garantia a segurança necessária à realização do evento por apresentar risco de desabamento e, em consequência, o alvará de funcionamento não foi aprovado. Por sua vez, a Casa da Skol, no mesmo município, sofreu interdição temporária, sendo permitida apenas a ocupação da área externa do local. 

Em relação à Casa da Devassa, a Secretaria de Controle Urbano da Prefeitura de Olinda, com o apoio da Guarda Municipal, Secretaria de Patrimônio e Cultura, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE) e da Defesa Civil, realizaram uma vistoria no imóvel e optaram pela interdição. O dono foi multado em 15% do valor venal do imóvel pelo descumprimento do auto de intimação determinando a paralisação das obras e serviços prestados no local.

A prefeitura de Olinda orienta os foliões a se informarem pelo telefone 3305-1142, antes de comprarem ingressos para casas e camarotes durante o Carnaval, para saberem se o espaço que pretendem frequentar possui a devida autorização de funcionamento das equipes de fiscalização.
A empresa responsável pela Casa da Devasssa, CK Promo Produções, declarou, por meio de nota enviada à Imprensa, que vai realizar as festas no Carnaval 2013 em Olinda e está tomando todas as providências necessárias de maneira a garantir os festejos dos interessados. Segundo a empresa, apenas a parte interna do local será utilizada, excluindo a casa ali edificada. 

“A organização do evento já está de posse do alvará de regularidade emitido pelo Corpo de Bombeiros do Estado de Pernambuco, de laudo técnico de engenharia e dos demais documentos necessários a aprovação do evento, e, estará ainda hoje tomando todas as medidas judiciais cabíveis para assegurar que o evento se realize”, diz o texto.

A empresa também deixou claro que o evento não é da Cervejaria Devassa, mas sim “uma paródia em relação às novelas exibidas ultimamente pelas redes de TV, tratando-se, na hipótese, tão somente da utilização alegre de um adjetivo de uso comum: ‘DEVASSA’”. Ainda de acordo com a nota, “a produção do evento está sofrendo uma retaliação pelo uso do Adjetivo DEVASSA que se confunde com a Cervejaria Devassa”, ressalta o texto.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247