Edinho: Serei tema de campanha para defender meu legado

Ministro da secretaria de Comunicação, coordenador da campanha de Dilma Rousseff em 2014 e investigado pela PGR, Edinho Silva afirmou que vai entrar na disputa de 2016: “Serei tema de campanha sendo ou não candidato. Vou disputar a prefeitura de Araraquara (SP). Quero reconstruir minha base e defender meu legado e imagem”; ontem, ele voltou a negar irregularidades na campanha de Dilma pela reeleição

O ministro da Secom, Edinho Silva, fala na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara sobre as ações prioritárias da pasta (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
O ministro da Secom, Edinho Silva, fala na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara sobre as ações prioritárias da pasta (Marcelo Camargo/Agência Brasil) (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O ministro da secretaria de Comunicação, tesoureiro da campanha de Dilma e investigado pela PGR, Edinho Silva afirmou que vai entrar na disputa de 2016:

“Serei tema de campanha sendo ou não candidato. Vou disputar a prefeitura de Araraquara (SP). Quero reconstruir minha base e defender meu legado e imagem”, disse ele, segundo o colunista Ilimar Franco.

Ontem, ele voltou a negar qualquer irregularidade na campanha da presidente Dilma Rousseff à reeleição.

Edinho classificou o conteúdo da delação do senador Delcídio do Amaral como "mentirosa". "No que se refere à delação premiada do senador Delcídio do Amaral, cabe esclarecer: nenhuma denúncia paira sobre a campanha Dilma 2014, absolutamente nenhuma. As acusações, todas mentirosas, referem-se à tentativa de caixa 2 na campanha de Delcídio do Amaral ao governo do Mato Grosso do Sul. Eu jamais mantive qualquer ralação administrativa com campanhas de candidatos aos governos estaduais. Minha atuação foi restrita à campanha Dilma 2014", afirmou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247