CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Eduardo cobra reativação do Portal da Transparência

O deputado Eduardo Siqueira Campos (PTB) utilizou a tribuna nesta terça-feira, 2, para cobrar do Governo do Estado a reativação do Portal da Transparência; "Não entendo essa dificuldade, se funcionou (Portal da Transparência) entre 2011 e 2014 é possível fazer funcionar agora. Não adianta o Governo dizer que pagou pois não há como a população saber o que foi pago e a quem foi pago sem transparência", criticou; Siqueira acusou o governo de contratar funcionários fantasmas; "Sinceramente, não imagino algumas dessas pessoas saindo de suas casas e indo trabalhar. Mas sim, estão apenas recebendo os salários", afirmou

O deputado Eduardo Siqueira Campos (PTB) utilizou a tribuna nesta terça-feira, 2, para cobrar do Governo do Estado a reativação do Portal da Transparência; "Não entendo essa dificuldade, se funcionou (Portal da Transparência) entre 2011 e 2014 é possível fazer funcionar agora. Não adianta o Governo dizer que pagou pois não há como a população saber o que foi pago e a quem foi pago sem transparência", criticou; Siqueira acusou o governo de contratar funcionários fantasmas; "Sinceramente, não imagino algumas dessas pessoas saindo de suas casas e indo trabalhar. Mas sim, estão apenas recebendo os salários", afirmou (Foto: Aquiles Lins)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Tocantins 247 - O deputado Eduardo Siqueira Campos (PTB) utilizou a tribuna nesta terça-feira, 2, para cobrar do Governo do Estado a reativação do Portal da Transparência, a redução do número de servidores comissionados e também o pagamento da data-base aos servidores efetivos do Poder Executivo.

Eduardo Siqueira disse não entender os motivos de a atual gestão não disponibilizar para a população, as informações relativas a pagamentos e recebimentos. "Não entendo essa dificuldade, se funcionou (Portal da Transparência) entre 2011 e 2014 é possível fazer funcionar agora. Não adianta o Governo dizer que pagou pois não há como a população saber o que foi pago e a quem foi pago sem transparência", criticou.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O deputado cobrou também a redução do número de servidores comissionados, que atualmente geram um custo mensal de cerca de R$ 11 milhões aos cofres públicos. "Sinceramente, não imagino algumas dessas pessoas saindo de suas casas e indo trabalhar. Mas sim, estão apenas recebendo os salários", afirmou o Parlamentar ao citar nomeações de ex-gestores municipais, com nomeação já publicada no Diário Oficial.

Eduardo Siqueira voltou a requerer do Governo do Estado o pagamento da data-base dos servidores do Poder Executivo e citou que a atual gestão não reduziu Secretarias e nem cargos em comissão. "Vejo com otimismo o avanço que, antes era de um parcelamento em três vezes, mas agora a proposta é para que a data-base seja paga toda neste ano", disse.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO