Eduardo quer prefeitos afinados com o Governo

Nos próximos dias 21 e 22 de fevereiro, o secretário estadual da Casa Civil, Tadeu Alencar (PSB), se encontrará com os 184 prefeitos pernambucanos para ressaltar a importância dos gestores municipais de fazerem uma administração eficiente; o objetivo é evitar ao máximo a possibilidade de fatos negativos até o final do mandato do governador Eduardo Campos de forma a não prejudicar os planos do socialista se candidatar à Presidência da República em 2014

Eduardo quer prefeitos afinados com o Governo
Eduardo quer prefeitos afinados com o Governo
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Leonardo Lucena_PE247 – Nos próximos dias 21 e 22 de fevereiro, o secretário estadual da Casa Civil, Tadeu Alencar (PSB), se encontrará com os 184 prefeitos pernambucanos para ressaltar a importância dos gestores municipais fazerem uma administração eficiente. O objetivo é evitar ao máximo a possibilidade de ocorrências de fatos negativos até o final do mandato do governador Eduardo Campos, já que o socialista pode se candidatar a presidente da República em 2014. Esta é mais uma estratégia do gestor para ganhar mais visibilidade em nível nacional e se potencializar como possível postulante à presidência, seja nas próximas eleições ou em 2018.

Uma das principais áreas visadas é a ressocialização de menores infratores. No mês passado, representantes de órgãos nacionais como a Rede Nacional de Defesa do Adolescente em Conflito com a Lei (Renade) e o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), entre outras entidades, estiveram no Estado para verificar as condições de assistência aos jovens na Fundação de Atendimento Socioeducativo de Pernambuco (Funase).  Houve relatos de requintes de crueldade, superlotação nas celas e más condições de alimentação e higiene, além das sete mortes em 2012 em decorrência de quatro rebeliões no ano passado, e o caso foi parar na Secretaria de Direitos Humanos da presidência.

O Governo do Estado também realizou reuniões com representantes do Ministério Público Estadual (MPPE) e do Tribunal de Justiça (TJ-PE), para enfatizar a necessidade de maior fiscalização dos órgãos nas prefeituras. As áreas de educação e saúde também receberão atenção especial.

“Queremos que haja uma sinergia entre as políticas do Estado e dos municípios. Até mesmo as tarefas que, tradicionalmente, são de responsabilidade do Estado dependem também das políticas municipais”, afirmou Tadeu Alencar, em entrevista ao Jornal do Commercio. “Quando se faz um bom governo, a política está feita”, acrescentou o secretário.

Para evitar equívocos de interpretação, o dirigente deu a entender que os recados a serem repassados aos gestores não se tratam de fazer “pressão” ou “sobrecarregá-los”. “Temos que colocar a responsabilidade no colo de cada uma das partes. Isso não quer dizer que a falta de colaboração dos municípios é generalizada. Há municípios que colaboram”, disse.

O governador Eduardo Campos procura, cada vez mais, ampliar a sua esfera de diálogo com forças políticas em nível nacional, além de afinar suas diretrizes com os prefeitos do PSB espalhados pelo Brasil. Mais do que estreitar a relação com membros dos Poderes Legislativo e Executivo, o socialista busca apoio de órgãos do Judiciário que possam ajudá-lo a terminar o mandato com o mínimo possível de repercussões negativas e, em consequência, manter a fama de gestor moderno e inovador.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email