HOME > Geral

Eduardo Siqueira Campos dispara contra Amastha

O deputado estadual Eduardo Siqueira Campos (PTB) criticou as prioridades definidas pelo prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), na construção de obras de interesse público na capital; "Tenho o maior respeito, a melhor relação com o prefeito Carlos Amastha, mas não posso acreditar que vamos assistir uma obra de R$ 1 bilhão, que é o BRT, numa cidade que não tem um Hospital de Urgência e Emergência. Se uma criança for queimada em casa, alguém levar uma facada, for atropelado, o HGP (Hospital Geral de Palmas) não é o lugar. A obra de ampliação do HGP está parada", argumentou o parlamentar, na tribuna da Casa

O deputado estadual Eduardo Siqueira Campos (PTB) criticou as prioridades definidas pelo prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), na construção de obras de interesse público na capital; "Tenho o maior respeito, a melhor relação com o prefeito Carlos Amastha, mas não posso acreditar que vamos assistir uma obra de R$ 1 bilhão, que é o BRT, numa cidade que não tem um Hospital de Urgência e Emergência. Se uma criança for queimada em casa, alguém levar uma facada, for atropelado, o HGP (Hospital Geral de Palmas) não é o lugar. A obra de ampliação do HGP está parada", argumentou o parlamentar, na tribuna da Casa (Foto: Leonardo Lucena)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Tocantins 247 - O deputado estadual Eduardo Siqueira Campos (PTB) criticou, nesta quinta-feira (3), as prioridades definidas pelo prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), na construção de obras de interesse público na capital.

"Tenho o maior respeito, a melhor relação com o prefeito Carlos Amastha, mas não posso acreditar que vamos assistir uma obra de R$ 1 bilhão, que é o BRT, numa cidade que não tem um Hospital de Urgência e Emergência. Se uma criança for queimada em casa, alguém levar uma facada, for atropelado, o HGP (Hospital Geral de Palmas) não é o lugar. A obra de ampliação do HGP está parada", argumentou o parlamentar, na tribuna da Casa.

O deputado elencou obras concluídas durante o período em que seu pai, Siqueira Campos, governava o estado, ou durante o período em ele (Eduardo) estava à frente da gestão da Prefeitura de Palmas. O deputado lembrou que a capital tem um Aeroporto e afirmou que "o Estado o fez e foi buscar o dinheiro e reservou a maior área de aeroporto que permite a Palmas ser a capital da logística nacional".

Se Palmas tem uma ponte de oito quilômetros e meio, lá não tem um centavo federal. Se Palmas tem o HGP, o Dona Regina, o Estádio, o Kartódromo, a duplicação (perímetro urbano da TO-050), o Espaço Cultural, foi porque alguém que estava no poder público atendeu demandas naquele momento" , lembrou.

O parlamentar pediu que o prefeito consulte a população da capital sobre suas prioridades. "Começarmos uma obra de R$ 1 bilhão sem começar o Hospital de Urgência e de Emergência, me perdoe prefeito, a sua campanha se baseou e iniciou¬-se com a discussão da expansão do Plano Diretor, tema interessante, mas naquela altura sua excelência se colocou como um cidadão clamando por alguma coisa que não concordava, parabéns!", disse ele.

De acordo com o deputado, "vieram outros debates e sua excelência tem a honra de ser o prefeito de Palmas, mas eu pediria a ele, da forma mais respeitosa, peço com carinho, com zelo, com atenção, vamos consultar a população"?

O parlamentar e questionou a obra do BRT e se o governo federal vai liberar o vultuoso recurso para Palmas. "Começar agora no final do mandato para terminar quando? Será que a presidente Dilma (Rousseff), que está cortando recursos de áreas importantíssimas, vai dar R$ 1 bilhão para Palmas, para nós termos o BRT?! Qual é a prioridade?!" , questionou Eduardo.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: