Edvaldo amplia programa de saúde para 53 escolas municipais

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB) amplia para 53 escolas o programa que monitora as condições de saúde dos alunos municipais da capital sergipana; numa parceria entre as secretarias de Educação e Saúde, o programa medirá níveis de vacinação, obesidade infantil, saúde bucal e auditiva e terá ações para promover alimentação saudável, dentre outras iniciativas de saúde

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB) amplia para 53 escolas o programa que monitora as condições de saúde dos alunos municipais da capital sergipana; numa parceria entre as secretarias de Educação e Saúde, o programa medirá níveis de vacinação, obesidade infantil, saúde bucal e auditiva e terá ações para promover alimentação saudável, dentre outras iniciativas de saúde
O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB) amplia para 53 escolas o programa que monitora as condições de saúde dos alunos municipais da capital sergipana; numa parceria entre as secretarias de Educação e Saúde, o programa medirá níveis de vacinação, obesidade infantil, saúde bucal e auditiva e terá ações para promover alimentação saudável, dentre outras iniciativas de saúde (Foto: Charles Nisz)

Sergipe 247 - O prefeito Edvaldo Nogueira assinou, na manhã desta quarta-feira (23), o termo de compromisso que ampliará o funcionamento do programa Saúde na Escola para 53 unidades de ensino da rede municipal. O projeto, que integra ações das secretarias municipais da Educação e da Saúde, garantirá uma série de ações de prevenção, promoção e avaliação das condições de saúde dos estudantes. A solenidade de assinatura do termo ocorreu na Escola Municipal de Ensino Fundamental João Paulo II, no bairro Santa Maria, uma das unidades beneficiadas pelo programa, cujo investimento anual é de R$ 390 mil.

“Fico muito feliz em anunciar a ampliação deste programa numa escola que foi construída na minha gestão anterior. A Escola João Paulo II já existe há dez anos e continua funcionando bem, com excelente estrutura, o que demonstra o nosso compromisso tanto com a Educação, quanto com a comunidade dos bairros Santa Maria e 17 de Março, que voltaram, com o nosso retorno à prefeitura de Aracaju, a ter a prioridade devida do poder público. Iniciaremos todos os nosso projetos por esta região”, afirmou Edvaldo, cuja gestão, desde janeiro, já iniciou a construção de uma unidade básica de saúde e de uma escola de ensino fundamental no 17 de Março.

O programa Saúde na Escola envolve as seguintes iniciativas: atualização do cartão vacinal dos estudantes; prevenção à obesidade infantil com o fornecimento de alimentação saudável, ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti; avaliação de saúde bucal; avaliação da saúde ocular e auditiva e identificação dos possíveis sinais de alteração; prevenção das violências e acidentes; identificação de sinais e agravos de doenças; prevenção do uso do álcool, crack, tabaco e outras drogas; realização de praticas corporais, atividade física e do lazer; prevenção das doenças sexualmente transmissíveis e promoção da cultura de paz, cidadania e direitos humanos.

“Este é um projeto muito importante, pois os meninos e meninas das nossas escolas terão acompanhamento da sua condição de saúde nas escolas. Este trabalho será feito tendo como referência as unidades básicas de saúde de cada região, o que garantirá a presença de médicos, de agentes de saúde ofertando a assistência integral à Saúde alinhado às próprias ações das escolas. É um trabalho integrado das secretarias, que somando esforços contribuirão para que Aracaju volte a ser a capital nacional da qualidade de vida. Com a união de todos os envolvidos, o projeto dará grandes resultados”, ressaltou o prefeito, que aproveitou a solenidade para saudar os estudantes da rede municipal, que foram vitoriosos em recentes campeonatos esportivos.

Trabalho integrado
Para a secretária da Saúde, Waneska Barboza, o programa reforça o compromisso da atual gestão em desenvolver ações intersetoriais, que atendam o cidadão em sua amplitude. “Nesta parceria entre as equipes da Saúde e da Educação, desenvolveremos uma série de ações que nos darão as condições para construir cenários positivos para as nossas comunidades”, frisou.

A secretária da Educação, Cecília Leite, afirmou que a ampliação do programa é mais uma prova do trabalho de reconstrução na área da Educação Municipal. “Mesmo diante dos graves problemas, temos buscado dar respostas, em tempo real, a todas as demandas da nossa rede. Nosso trabalho continuará firme para garantir o funcionamento integral das nossas escolas, com professor em sala de aula, com o projeto pedagógico sendo executado. Com estas ações de saúde, viabilizamos mais um passo desta caminhada”, assegurou.

O programa
O programa Saúde na Escola é uma política intersetorial do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação, instituído em 2007, por decreto presidencial. Com a adesão do município, cada escola indicada passa a ter uma Unidade de Saúde da Atenção Básica, como referência para executar conjuntamente as ações. Em Aracaju, o programa estava funcionando em 22 escolas e, agora, será ampliado para 53 unidades. Participarão do programa 41 unidades básicas de saúde e 135 equipes de Saúde da Família. 

Prestigiaram a solenidade os vereadores Dr. Gonzaga, Bigode do Santa Maria, Zezinho do Bugio e Evando Franca, além do secretário estadual da Inclusão Social, Zezinho Sobral, do médico pediatra Byron Ramos e dos secretários municipais e diretores de escolas.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247