Eleições deste ano podem não acontecer, alerta Olívio Dutra

O ex-governador do Rio Grande do Sul Olívio Dutra para o risco do País não realizar eleições presidenciais em outubro; "Temos que lutar para ter eleição em 2018, pois corremos o risco de não ter", defendeu Olivio Dutra em entrevista à Rádio Guaíba; "O que por enquanto está localizado pode se alastrar. Não descarto a possibilidade de uma ditadura", disse ele, se referindo à intervenção militar no Rio de Janeiro

O ex-governador do Rio Grande do Sul Olívio Dutra para o risco do País não realizar eleições presidenciais em outubro; "Temos que lutar para ter eleição em 2018, pois corremos o risco de não ter", defendeu Olivio Dutra em entrevista à Rádio Guaíba; "O que por enquanto está localizado pode se alastrar. Não descarto a possibilidade de uma ditadura", disse ele, se referindo à intervenção militar no Rio de Janeiro
O ex-governador do Rio Grande do Sul Olívio Dutra para o risco do País não realizar eleições presidenciais em outubro; "Temos que lutar para ter eleição em 2018, pois corremos o risco de não ter", defendeu Olivio Dutra em entrevista à Rádio Guaíba; "O que por enquanto está localizado pode se alastrar. Não descarto a possibilidade de uma ditadura", disse ele, se referindo à intervenção militar no Rio de Janeiro (Foto: Aquiles Lins)

Por Esmael Morais, em seu blog - São cada vez mais evidentes os sinais de que as eleições deste ano poderão não acontecer. A burguesia golpista não tem segurança sobre o melhor caminho a seguir — se realiza o pleito em outubro ou não –, pois ela não conseguiu sequer um candidato competitivo. Por isso a guerrilha midiática-jurídica contra Lula.

“Temos que lutar para ter eleição em 2018, pois corremos o risco de não ter”, defendeu o ex-governador do Rio Grande do Sul Olivio Dutra durante entrevista à Rádio Guaíba, de Porto Alegre.

A resistência do ex-presidente, mesmo acossado pela Globo e lava jato, assusta o consórcio golpista. O medo deles é que o PT bata o pé e não aceite tirá-lo da corrida presidencial.

A fase gato-rato, prende-não-prende Lula, é apenas “laboratório” para a burguesia que ainda não sabe o que fazer nas vésperas destas eleições.

Há sinais vindo dos militares que ocupam o Rio de Janeiro. A democracia poderá ser adiada. “O Rio de Janeiro é um laboratório para o Brasil”, revelou recentemente o general Braga Netto.

“O que por enquanto está localizado pode se alastrar. Não descarto a possibilidade de uma ditadura”, disse Olivio Dutra.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247