CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Eliana nega falta de dinheiro para campanha

Juíza-política refuta 'boatos' de que não há verba para sua campanha e nega dificuldade também para o presidenciável Eduardo Campos e sua amiga Marina Silva; "Quem vão financiar são as pessoas que acreditam no nosso jeito de fazer política. Existem financiamentos mirabolantes e isso nos deixa perplexos. Estamos fazendo eventos e cobrando pela presença nesses eventos. Quem pode, oferece alguma coisa. Isso na pré-campanha. Quando entrarmos na campanha, o próprio partido fará uso do fundo partidário e o dinheiro vai sair daí. Hoje, é a forma que Marina Silva e Eduardo Campos têm feito política"

Imagem Thumbnail
Juíza-política refuta 'boatos' de que não há verba para sua campanha e nega dificuldade também para o presidenciável Eduardo Campos e sua amiga Marina Silva; "Quem vão financiar são as pessoas que acreditam no nosso jeito de fazer política. Existem financiamentos mirabolantes e isso nos deixa perplexos. Estamos fazendo eventos e cobrando pela presença nesses eventos. Quem pode, oferece alguma coisa. Isso na pré-campanha. Quando entrarmos na campanha, o próprio partido fará uso do fundo partidário e o dinheiro vai sair daí. Hoje, é a forma que Marina Silva e Eduardo Campos têm feito política" (Foto: Romulo Faro)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Bahia 247 - A ministra aposentada do STJ e pré-candidata ao Senado pela Bahia, Eliana Calmon, do PSB, refutou 'boatos' de que não há verba para sua campanha e nega dificuldade também para o governador de Pernambuco e pré-candidato a presidente da República, Eduardo Campos, seu correligionário, que provavelmente terá como vice sua amiga Marina Silva.

"Quem vão financiar são as pessoas que acreditam no nosso jeito de fazer política. Existem financiamentos mirabolantes e isso nos deixa perplexos. Estamos fazendo eventos e cobrando pela presença nesses eventos. Quem pode, oferece alguma coisa. Isso na pré-campanha. Quando entrarmos na campanha, o próprio partido fará uso do fundo partidário para senador e governador, e o dinheiro vai sair daí. Hoje, é a forma que Marina Silva e Eduardo Campos têm feito política".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Apesar de ter como um dos adversários na corrida pelo Senado o vice-governador Otto Alencar, a juíza política se mostra confiante e volta a admitir, com outras palavras, que sua posição de destaque nos cargos pelos quais passou no Poder Judiciário lhe dá visibilidade no início da trajetória político-partidária.

"Será uma briga de Davi contra Golias. Eu, obviamente, sou Davi. Querem um nome novo, uma figura nova. E eu sempre achei que seria uma forma de figurar na política para ser o nome novo. Mas eu não queria ser uma cereja no bolo, a flor que enfeita. Eu sempre disse que o juiz é um animal político, político na forma de governar. A minha reflexão, quando eu cheguei ao CNJ, foi dar força ao poder Legislativo", disse Eliana em entrevista à rádio Metrópole.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO