Em áudio, executivo da J&F diz que entregou R$ 500 mil a senador do PP-PI

O executivo do grupo J&F, controlador da JBS, Ricardo Saud, revelou ao dono da empresa, Joesley Batista, que havia entregue R$ 500 mil em mãos ao senador Ciro Nogueira (PP-PI), em uma mala, em março deste ano; a conversa consta na gravação entregue pela JBS à PGR; de acordo com Saud, o parlamentar recebeu R$ 42 milhões da empresa para o PP, incluindo R$ 2,5 milhões em espécie

O executivo do grupo J&F, controlador da JBS, Ricardo Saud, revelou ao dono da empresa, Joesley Batista, que havia entregue R$ 500 mil em mãos ao senador Ciro Nogueira (PP-PI), em uma mala, em março deste ano; a conversa consta na gravação entregue pela JBS à PGR; de acordo com Saud, o parlamentar recebeu R$ 42 milhões da empresa para o PP, incluindo R$ 2,5 milhões em espécie
O executivo do grupo J&F, controlador da JBS, Ricardo Saud, revelou ao dono da empresa, Joesley Batista, que havia entregue R$ 500 mil em mãos ao senador Ciro Nogueira (PP-PI), em uma mala, em março deste ano; a conversa consta na gravação entregue pela JBS à PGR; de acordo com Saud, o parlamentar recebeu R$ 42 milhões da empresa para o PP, incluindo R$ 2,5 milhões em espécie (Foto: Leonardo Lucena)

Piauí 247 - O executivo do grupo J&F, controlador da JBS, Ricardo Saud, revelou ao dono da empresa, Joesley Batista, que havia entregue R$ 500 mil em mãos ao senador Ciro Nogueira (PP-PI), em uma mala, em março deste ano. A conversa consta na gravação entregue pela JBS à Procuradoria-Geral da República (PGR) na semana passada.

De acordo com Saud, o parlamentar teria lhe contado que a Odebrecht ofereceu fazer pagamentos no exterior em troca de "um roubo" não explicado na gravação, e que o congressista teria recusado a oferta.

O áudio indica que a conversa entre Saud e Nogueira não foi gravada porque o executivo da J&F se confundiu e não acionou o gravador. O executivo preparava material para usar no acordo de colaboração premiada com a PGR, que seria fechado no mês seguinte, em maio. No acordo, Saud afirmou que Nogueira recebeu R$ 42 milhões da empresa de carnes para o PP, incluindo R$ 2,5 milhões, em espécie.

Em um trecho da conversa com Joesley, Saud afirma:

'A Odebrecht queria me dar'. Eu falei para ele: 'Ciro, tenta receber da gente aqui'. A Odebrecht queria dar para ele 40 milhões lá fora. Fez toda a papelada, tal, a Odebrecht achando que ele iria roubar, ele não roubou, ele não aceitou, tal. Pegou a mala, fui lá, pus, eu falei: 'Ó, leva aí a roupa da minha irmã'. 'Muito obrigado, e tal'. [inaudível] Passar o final de semana. [Joesley fala ao telefone]

Saud: Não vou passar pro computador, não, vou ouvir no pen drive.

Joesley: Não fica no computador, eu sei, mas eu acho que tem que descompactar.

Saud: Eu fiz um serviço tão bem feito ali com ele. [...] Ele não queria levar o dinheiro.

Joesley: Por quê?

Saud: [Ele disse] 'Não, deixa aí com vocês, eu prefiro tal'. Eu falei: 'Olha, Ciro, agora você leva. Tá aqui os 500, você leva, e dali a gente se encontra, faz essa parte [inaudível] e você pega'. [...] Ele falou 'não, acertei com [inaudível] uma conta corrente. Deixa aí'. Eu falei: 'Não, ué'. 'Esse carro é meu'. 'Então põe aí'. Eu pus. E ele falou: 'Vou te apresentar meu irmão, Ricardo, que só você que é da minha confiança e meu irmão. Pronto, vocês dois. De 15 em 15 dias?' Pode. Eu falei: 'Não, vamos fazer o seguinte, vamos fazer nós dois mesmos que nós vamos para a putaria e tal'. Então vamos nós dois mesmo.

Joesley: Eu sempre digo isso [interrupção].

Saud: Falou da Odebrecht, que a Odebrecht queria que ele roubasse um dinheiro. 'Nós vamos ter que... aquele negócio do Cade lá de novo. A gente tem que te pagar alguma coisa'. [Ele respondeu] 'Não'. 'Esse negócio é meu e do Joesley, nós fizemos um negócio aí por fora, tal, não preocupa com isso, não, isso aí não vou cobrar de jeito nenhum. Ó, você sabe que a gente nunca deixou de te pagar nada'. [Falando para Joesley] Cara, nós temos que fazer isso, [interrupção] conversar com o Janot rápido essa reunião para ver [interrupção] o Ministério Público vai continuar a desconfiar de nós.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247