CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Em BH, Lacerda procura líder, mas ninguém quer

Ex-líder do prefeito na Câmara e os dois ex-vice-líderes já confidenciaram a vereadores colegas que não querem o cargo de “jeito nenhum”. Os parlamentares aliados a Marcio Lacerda temem dificuldades maiores nas negociações dos projetos, sobretudo depois da eleição de uma mesa diretora mais “independente” ao executivo

Em BH, Lacerda procura líder, mas ninguém quer
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Minas 247 - O prefeito Marcio Lacerda (PSB) está tendo dificuldade para escolher quem vai ser seu líder na Câmara Municipal. Os candidatos “naturais” ao cargo de líder de governo não estão aceitando os convites. O ex-líder Ronaldo Gontijo (PPS) e os dois ex-vice-líderes Daniel Nepomuceno (PSB) e Bruno Miranda (PDT) confidenciaram a colegas que não querem o cargo “de jeito nenhum”. Todos eles temem dificuldades maiores nas negociações dos projetos, sobretudo depois da reeleição de Léo Burguês (PSDB) para a presidência da Câmara, considerada uma derrota para os planos de Lacerda.

Leia trecho da matéria de Alice Maciel, do jornal Estado de Minas:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A escolha do líder de governo na Câmara Municipal de Belo Horizonte poderá ser definitiva para garantir a governabilidade do prefeito Marcio Lacerda (PSB). O difícil será achar entre os aliados quem queira assumir o cargo. Com a vitória da Mesa Diretora, liderada pelo tucano Léo Burguês, contra o grupo apoiado pelo prefeito, corre nos bastidores da Casa que nem mesmo os parlamentares do partido de Lacerda estariam dispostos a enfrentar o embate para aprovar projetos de interesse do Executivo. O conselho que aliados deram ao prefeito é para que ele indique um nome ligado aos novos dirigentes. No entanto, o socialista estaria resistente e sua estratégia seria a de se aproximar do novo comando. Para isso, ele está tentando fechar um acordo com os vereadores, conforme contaram membros da Mesa. O prefeito tem menos de 15 dias para escolher seu novo representante no Legislativo. Dia 4 acontece a primeira reunião em plenário da atual legislatura. 

O ex-líder de governo Ronaldo Gontijo (PPS) e os dois ex-vice-líderes Daniel Nepomuceno (PSB) e Bruno Miranda (PDT) confidenciaram a colegas que não querem o cargo “de jeito nenhum”, prevendo a dificuldade de negociação com os novos dirigentes. Depois de derrotados pelo grupo que elegeu Léo Burguês e sem cargos de relevância na Câmara, Gontijo e Nepomuceno estariam mais interessados em um lugar na prefeitura. Segundo informações de bastidores, Ronaldo quer a Secretaria de Educação. Dirigentes do seu partido se reuniram na semana passada para levar a reivindicação ao prefeito. Por sua vez, Daniel estaria tentando um cargo no governo do estado.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Outra opção para Lacerda no PSB, entre os veteranos, é o vereador Alexandre Gomes (PSB), mas o parlamentar ficou mal com o prefeito ao se ausentar da votação para a Presidência na Câmara. Ainda no PSB, sobram quatro novatos, porém, é costume o cargo ser ocupado por parlamentares mais experientes. O PSDB até poderia levar o cargo, mas tanto Henrique Braga quanto Pablito ficaram aborrecidos com a maneira com a qual Lacerda encaminhou as articulações para a Presidência da Casa, tentando emplacar Bruno Miranda (PDT) até o último minuto. Além disso, Lacerda não está querendo dar o mesmo espaço aos tucanos que deu aos petistas na gestão anterior. Bruno Miranda, apesar de ter manifestado não estar muito disposto a assumir a liderança, pode acabar sofrendo uma pressão para assumir o posto.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO