Em carta, PT em Goiás protesta contra apoio a quem defendeu golpe

Manifesto endereçado aos deputados e senadores do PT pelo diretório do partido no município de Cidade Ocidental, interior de Goiás, pede para que os parlamentares ouçam a militância e não votem para presidentes da Câmara e do Senado candidatos de partidos que apoiaram o golpe que depôs Dilma Rousseff no ano passado, como Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Eunício Oliveira (PMDB-CE)

Manifesto endereçado aos deputados e senadores do PT pelo diretório do partido no município de Cidade Ocidental, interior de Goiás, pede para que os parlamentares ouçam a militância e não votem para presidentes da Câmara e do Senado candidatos de partidos que apoiaram o golpe que depôs Dilma Rousseff no ano passado, como Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Eunício Oliveira (PMDB-CE)
Manifesto endereçado aos deputados e senadores do PT pelo diretório do partido no município de Cidade Ocidental, interior de Goiás, pede para que os parlamentares ouçam a militância e não votem para presidentes da Câmara e do Senado candidatos de partidos que apoiaram o golpe que depôs Dilma Rousseff no ano passado, como Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Eunício Oliveira (PMDB-CE) (Foto: Gisele Federicce)

Goiás 247 – Depois de vídeos gravados por senadores e deputados do PT que divergem da decisão do Diretório Nacional do partido, que liberou as bancadas a escolherem seus candidatos a presidente da Câmara e do Senado, inclusive os de partidos que apoiaram o golpe contra Dilma, é a vez das instâncias locais do PT mostrarem seu descontentamento com a decisão.

No último domingo 22, o diretório do PT no município de Cidade Ocidental, interior de Goiás, a 47 km do Congresso Nacional, decidiu enviar um manifesto aos parlamentares do PT na Câmara e no Senado enfatizando que a militância não concorda com o posicionamento de seus representantes, que de acordo com a carta, já deveriam ter construído uma candidatura com os partidos do que eles chamam de "campo democrático".

A carta tem um valor simbólico e preocupante para o PT, uma vez que demonstra a enorme insatisfação que os filiados e os simpatizantes demonstram com a sinalização da esquerda em se aliar aos que promoveram o golpe que depôs a presidente Dilma Rousseff.

O ato do PT em Cidade Ocidental pode servir de exemplo a outros partidos, como é o caso do PCdoB, que em decisão majoritária resolveu apoiar a candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à reeleição como presidente da Câmara, em troca de espaços na Mesa Diretora ou nas Comissões da Casa. O PT também considera apoiar Maia na Câmara e Eunício Oliveira, do PMDB de Temer, para a presidência do Senado.

Leia abaixo a íntegra do manifesto:

Carta às bancadas do PT na Câmara e no Senado

O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Cidade Ocidental-GO, reunido no último dia 22/01/2017, entre outras pautas, discutiu o atual momento por que passa nosso País, do ponto de vista conjuntural e seus reflexos junto às instituições. Destarte, não poderíamos deixar de debater a eleição para as Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, particularmente, no que tange as especulações que são trazidas pelos órgãos da imprensa [golpista] sobre um possível apoio das respectivas bancadas do PT em apoio a Parlamentares que, declaradamente, afrontaram a Democracia com a deposição de uma Presidente legitimamente eleita, e, na continuação de um ato que beira o deboche à sociedade brasileira, permanecem golpeando a sociedade brasileira com aprovação de Propostas Legislativas cuja subtração de Direitos Sociais são a marca do retorno de um poder arcaico e retrógrado que se consolida cada dia mais no Parlamento e na sociedade brasileira.

Dessa forma, certos de que absolutamente nenhuma tática, ou quaisquer espaços de Poder (diga-se: mesmo que legítimos ao Partido como uma das maiores Bancadas do Congresso Nacional), pode ser mais importante que o posicionamento CONTRÁRIO aos golpistas e suas intervenções. Portanto, entendemos que os parlamentares do PT, tanto na Câmara, quanto no Senado, não devem se aliar em hipótese alguma a candidatos a Presidência das Casas do Congresso que tenham apoiado o golpe parlamentar.

Caso a Bancada do PT na Câmara apoie Rodrigo Maia (DEM-RJ), ou Jovair Arantes (PTB-GO), e a do Senado endosse a chapa de Eunício Oliveira, Senador pelo PMDB/CE, estaremos infelizmente colocando uma "pá de cal" nas lutas que enfrentamos nas ruas e nas redes sociais em defesa do Projeto Progressista que implementamos durantes os governos Lula e Dilma e, certamente, ajudando a enfraquecer ainda mais os partidos de esquerda, os movimentos sociais, e até mesmo os "simpatizantes" que tanto lutaram contra o Golpe e permanecem defendendo nossa luta comum. Será a desmoralização de nosso Partido que já sofre ataques vertiginosos. E, ademais, além da desmotivação (esmorecimento) de cada militante em sua argumentação, seja em ambiente familiar, seja no local de trabalho, ou mesmo nas manifestações, essa decisão de nossos Parlamentares – que torcemos não se consolide como a imprensa insiste afirmar e não temos a contrariedade oficial da Bancada a refutar – poderá destruir a Narrativa Histórica que tanto lutamos para construir no imaginário dessa e das próximas gerações, a de que o Brasil foi vítima de um Golpe, portanto, seria o reforço indireto do Partido aceitando a traição de seus colegas congressistas que promoveram a degeneração do Estado Democrático de Direito.

Além disso e de modo prático, a participação do PT nas Mesas do Congresso Nacional nessa Legislatura, lamentavelmente em nada servirá ao País e bem pouco ao Partido. A verdade é que mesmo tendo a Vice-Presidência do Senado Federal, o PT foi injustiçado em sua luta contra a pior proposta legislativa desde a Ditadura Militar que foi a PEC nº 55 (e 241). Vejam que toda a Agenda do Mercado, com reformas que afetam diretamente os trabalhadores brasileiros está passando pelo "rolo compressor" do Parlamento, porque somos minoria, tanto no Plenário, quanto no Colégio de Líderes e, óbvio, na Mesa Diretora. Portanto, não vale esse "sacrifício".

Permanecemos confiantes de que os espaços institucionais que existem no Congresso Nacional não pareçam mais importantes para nossos Deputados e Senadores do Partido, em detrimento à confiança (em nós, petistas) e à batalha diária de toda a sociedade brasileira, pois a tática de lá, representará o enfraquecimento de nossa luta de cá – sua desmoralização. E agradecemos a oportunidade de sermos ouvidos pelos Companheiros e Companheiras, Parlamentares do nosso estimado Partidos dos Trabalhadores, que sobremaneira, temos respeitado sempre!

Finalmente, pedimos às Bancadas do Partido, em ambas as Casas, que, em respeito à História do Brasil e do PT, construam uma candidatura com os partidos do campo democrático, ou marquem estrategicamente posição, lançando candidatos do PT à Presidência, tanto na Câmara, quanto no Senado. É o que solicitamos.

Cidade Ocidental, 25 de janeiro de 2017.

Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Cidade Ocidental, Goiás.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247