Em clássico quente e violento, Vasco e Flamengo empatam em 0 a 0

No primeiro dos clássicos entre Vasco e Flamengo, que irá decidir um dos finalistas para a final do Campeonato Carioca, o gol ficou faltando; no lugar de bom futebol, as equipes protagonizaram duelo com muitas faltas ríspidas e nada menos que onze cartões amarelos.

No primeiro dos clássicos entre Vasco e Flamengo, que irá decidir um dos finalistas para a final do Campeonato Carioca, o gol ficou faltando; no lugar de bom futebol, as equipes protagonizaram duelo com muitas faltas ríspidas e nada menos que onze cartões amarelos.
No primeiro dos clássicos entre Vasco e Flamengo, que irá decidir um dos finalistas para a final do Campeonato Carioca, o gol ficou faltando; no lugar de bom futebol, as equipes protagonizaram duelo com muitas faltas ríspidas e nada menos que onze cartões amarelos. (Foto: Luis Mauro Queiroz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Wagner Leitzke, do  Futnet

No primeiro dos clássicos entre Vasco e Flamengo, que irá decidir um dos finalistas para a final do Campeonato Carioca, o gol ficou faltando. No lugar de bom futebol, as equipes protagonizaram duelo com muitas faltas ríspidas e nada menos que onze cartões amarelos.

Quando rolou futebol de fato, 0 a 0. O jogo de volta ocorre no próximo domingo, dia 19. 

O JOGO 

Vasco começou o confronto pressionado. Aos cinco, Gilberto mandou a bomba mas acertou Wallace, assim como Julio dos Santos, no rebote.

Clássico é clássico. Já aos dez, Jonas recebeu cartão amarelo por falta - acabou saindo barato pela excessiva força do atleta na jogada. Luxemburgo decidiu mudar. Colocou Everton no lugar do atleta, prevendo uma expulsão.

Aos 25, Gabriel cruzou na medida e Marcelo furou, perdendo grande chance de abrir o placar. Aos 34, foi a vez de Gabriel finalizar mal, mesmo com muito espaço.

Everton e Cirino teriam mais chances no primeiro tempo. Bola na rede, todavia, nada. O clássico seguiu quente na etapa final: amarelo para Everton, Wallace e Cirino pelo lado rubro-negro e Christiano, pelo cruz-maltino. Tudo isso em dez minutos. 

Canteros pelo lado do Flamengo e Rafael Silva pelo Vasco retornaram com o futebol em si com boas chances de gol. Paulo Victor se tornou herói do rubro-negro defendendo grande de Benardo, já aos 37. 

Antes disso, adivinhe? Mais e mais cartões amarelos. Gilberto, Luan.. Paulinho, Pico. Gol que é bom, o clássico ficou devendo.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247