CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Em Goiânia, governadores criam o Movimento do Brasil Central

Encontro idealizado por Marconi Perillo e o ministro Mangabeira Unger reuniu líderes de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Distrito Federal e formalizou a fundação do Movimento Brasil Central; objetivo é unir forças e trabalhar por uma estratégia regional de desenvolvimento; “Avançamos muito na criação do Fórum e no próximo encontro esperamos contar também com a presença do governador de Rondônia. Um sexto governador é muito bem vindo para tornar nossa parceria ainda mais forte", disse Marconi; novos encontros foram agendados e governadores enxergam região como propulsora do novo avanço do País

Imagem Thumbnail
Encontro idealizado por Marconi Perillo e o ministro Mangabeira Unger reuniu líderes de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Distrito Federal e formalizou a fundação do Movimento Brasil Central; objetivo é unir forças e trabalhar por uma estratégia regional de desenvolvimento; “Avançamos muito na criação do Fórum e no próximo encontro esperamos contar também com a presença do governador de Rondônia. Um sexto governador é muito bem vindo para tornar nossa parceria ainda mais forte", disse Marconi; novos encontros foram agendados e governadores enxergam região como propulsora do novo avanço do País (Foto: José Barbacena)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Goiás 247 - Governadores de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal e Tocantins, com a presença do ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE), Roberto Mangabeira Unger, formalizaram a fundação do Movimento do Brasil Central com o propósito de unir forças e trabalhar por uma estratégia regional de desenvolvimento.

Pela manhã, eles assinaram uma carta de intenções especificando tópicos que fundamentam uma agenda comum que busquem soluções de cooperação que impulsionem as economias e melhore a qualidade de vida da população dos entes federados participantes.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O governador de Goiás, Marconi Perillo, agradeceu o esforço intelectual e pessoal do ministro. Além disso, ele antecipou que os governadores convidarão Rondônia para fazer parte do bloco. “Avançamos muito na criação do Fórum e no próximo encontro esperamos contar também com a presença do governador de Rondônia. Um sexto governador é muito bem vindo para tornar nossa parceria ainda mais forte”, afirmou.

No documento, os governantes se comprometeram a criar dois instrumentos para o desdobramento da ação conjunta interestadual: o Fórum dos Governadores do Brasil Central e uma entidade com governança exclusiva dos Estados do Centro-Oeste e do Distrito Federal, com inclusão do Tocantins, com o objetivo de orientar e financiar as políticas de desenvolvimento da região. Além disso, o bloco quer dar força e rumo à Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco).

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Para consolidar o grupo e discutir os detalhes da parceria, os governadores e suas equipes se reunirão com frequência numa das capitais dos Estados participantes. A próxima reunião foi marcada para o dia 7 de agosto, em Cuiabá. O tema prioritário será a organização desta entidade: sua forma jurídica, seu modelo de governança e sua fonte de financiamento.

No Fórum em Mato Grosso, serão convidados também os presidentes das Assembleias Legislativas para participarem do encontro. Além de Goiânia e Cuiabá, os governadores do Brasil Central se reunirão em mais três ocasiões, sempre às sextas-feiras: dia 4 de setembro, no Tocantins, dia 2 de outubro em Mato Grosso do Sul e dia 6 de novembro em Brasília.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Governadores unidos

A intenção dos governadores é, em bloco, construir um modelo de desenvolvimento que dê instrumentos ao espírito empreendedor, inovador e criativo que marca o Brasil Central. Para o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, o Brasil Central tem muita coisa em comum além da vocação para o agronegócio. “Temos muito mais pontos que nos unem do que nos divergem”, resumiu.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Para o governador do Mato Grosso, Pedro Taques, o espírito de cooperação e união é fundamental entre os entes federados. “Não queremos retirar poder da União. Queremos que os Estados sejam respeitados”, explicou, lembrando ainda que a produção da região do Brasil Central é responsável pelo superávit da balança comercial brasileira.

 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO