Em Minas, Dilma faz apelo: MP dos Portos é "crucial"

Aplaudida em reduto tucano, presidente diz acreditar que o Congresso terá "sensibilidade" ao analisar a medida, que traz um novo marco regulatório para o setor; em discurso curto na abertura da 79ª edição da Expozebu, em Uberaba, presidente ressaltou a parceria público-privada que fez do Brasil pioneiro em tecnologia agropecuária, falou sobre o novo plano de safra e foi elogiada pelo governador tucano Antonio Anastasia; ela dividiu o palanque com o opositor Aécio Neves; evento mostra disputa de território político também no plano estadual, com a presença do ministro Fernando Pimentel, candidato ao governo do Estado

Em Minas, Dilma faz apelo: MP dos Portos é "crucial"
Em Minas, Dilma faz apelo: MP dos Portos é "crucial" (Foto: Roberto Stuckert Filho)

Minas 247 - Num palanque dividido com tucanos, a presidente Dilma Rousseff foi aplaudida na manhã desta sexta-feira 3 durante a abertura da 79ª Exposição Internacional de Gado Zebu (Expozebu 2013), em Uberaba. Em seu curto discurso, ela destacou as parcerias público-privadas que fizeram do Brasil o pioneiro em tecnologia agropecuária, falou sobre o novo plano de safra e elogiou a feira como uma das mais importantes do Brasil e fundamental para o setor pecuário.

Dilma elogiou o trabalho da Embrapa e o destaque de Minas Gerais no setor agropecuário. Sobre a MP dos Portos, que está a 13 dias de perder a validade, a presidente fez um apelo: disse que o marco regulatório do setor portuário é "crucial" para o País e que acredita que o Congresso terá "sensibilidade" ao analisar a matéria. Reportagem desta sexta-feira da agência Reuters informa que o governo já ameaça usar seu plano B caso a matéria não seja aprovada (leia mais).

"O governo federal, esta presidenta, considera que a questão da medida provisória dos portos é crucial para a competitividade do país diante do resto do mundo. Temos certeza que o Congresso Brasileiro será sensível, mais uma vez e irá assegurar que o país tenha um marco regulatório que abra os portos do Brasil garantindo e assegurando infraestrutura portuária para viabilizar a exportação no nosso país", declarou Dilma.

Antes, a presidente foi elogiada pelo governador de Minas, Antonio Anastasia (PSDB), apoiador e ex-vice do pré-candidato à presidência da República em 2014, Aécio Neves. Em seu discurso, Anastasia agradeceu pelo "prestígio" da presidente no evento e à "sensibilidade" de Dilma ao se preocupar com a questão do preço mínimo do café, que "irriga", segundo ele, a economia de Minas e do Brasil. O governador lembrou que o Estado é o maior produtor brasileiro do grão, responsável por um quarto da produção mundial.

Além de colocar frente a frente os principais candidatos ao Planalto, Dilma e Aécio, o evento põe em foco uma disputa de território político também no plano estadual, com a presença do ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, candidato ao governo do Estado pelo PT. Ao chegar na feira, a presidente Dilma cumprimentou Aécio e conversou com o tucano por alguns instantes. A reação foi diferente do último encontro entre os dois, durante a inauguração do Mineirão, quando mal se falaram.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247