Em reunião com ministra da Casa Civil, Wagner pede aceleramento de obras na Bahia

Governador tratou da ampliação do aeroporto de Feira de Santana e das obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL) e do Porto Sul

Em reunião com ministra da Casa Civil, Wagner pede aceleramento de obras na Bahia
Em reunião com ministra da Casa Civil, Wagner pede aceleramento de obras na Bahia (Foto: Divulgação)

Bahia 247

O governador Jaques Wagner cobrou, hoje (6), em Brasília, da ministra-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Gleisi Hoffmann, providências visando acelerar obras de infraestrutura na Bahia, especialmente a que trata da ampliação do aeroporto de Feira de Santana, dependendo apenas da assinatura de um termo de anuência entre o Governo da Bahia e a União, através da Casa Civil. Já licitado, o aeroporto recebe entre 12 e 15 vôos de pequeno porte por dia e tem pista de 1.500 metros. No ano passado, o governo do Estado investiu R$ 2 milhões em obras no Aeroporto por meio do Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba). O aeroporto já foi licitado, cuja concessão prevê investimento em ampliação, administração, operação, manutenção e exploração comercial das áreas e serviços. A ministra Gleisi garantiu que vai se empenhar para resolver o problema do aeroporto baiano até o final deste mês.

Wagner também conversou com a ministra Gleise Hoffmann sobre a necessidade de o Governo Federal atender às demandas que estão afetando as obras baianas do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento. Ele tratou da modelagem do Porto Sul e cobrou agilidade na execução das obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL), sob a responsabilidade da Valec. O governador se queixou, também, do atraso da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) em construir a linha de transmissão necessária para interligar o parque de geração de energia eólica, em Caetité, já pronto, à sua rede de transmissão. A ministra disse ao governador que entrará em contato com a Valec e a Chesf para se informar sobre os motivos do atraso nas obras.

Ao final da audiência, o governador presenteou a ministra Gleisi com peças de artesanato produzidas por artesãos baianos e comercializadas pelo Instituto Mauá. As peças servirão de mostruário para aquisição da Presidência da República quando houver necessidade de presentear autoridades estrangeiras em visita ao País.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247