Em seis meses, Credeq fez 67 mil atendimentos

Inaugurado em 23 de junho de 2016 pelo governador Marconi Perillo, o Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) Prof. Jamil Issy, em Aparecida de Goiânia, ultrapassou este mês a marca dos 67 mil atendimentos; a unidade, pioneira e modelo no País, é especializada no tratamento de pessoas que sofrem os efeitos da dependência ao álcool e outras drogas, em especial o crack; maioria dos pacientes atendidos pela unidade é de Goiânia - 53% do total

credeq
credeq (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - Inaugurado há pouco mais de seis meses (23 de junho de 2016) pelo governador Marconi Perillo, o Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) Prof. Jamil Issy, em Aparecida de Goiânia, ultrapassou este mês a marca dos 67 mil atendimentos. A unidade, pioneira e modelo no País, é especializada no tratamento de pessoas que sofrem os efeitos da dependência ao álcool e outras drogas, em especial o crack.

Entre os pacientes atendidos pelo Credeq está L.D., de 27 anos. Já não vendo mais solução para sua situação de dependência das drogas, depois de diferentes tentativas, ele ficou sabendo que o Credeq já estava em funcionamento e não hesitou em procurar ajuda. “Em 2010, o governador Marconi falou sobre o Credeq e eu sempre acreditei que ia acontecer, surgiu a vaga e estou regenerando”. Ele está há um mês e 15 dias na unidade.

L.D. conta que entrou para o “mundo das drogas” aos 14 anos por influência dos amigos. De lá para cá, foi viciado em álcool, cigarro, passou pela maconha e chegou ao crack. “Como tudo se inicia com um brilho enganoso, fui me envolvendo e quando percebi, estava afundado. Quando olhei no espelho, já estava viciado em crack”, contou.

Os internos no Credeq ficam em tratamento pelo prazo máximo de até 90 dias. “Nunca vi um tratamento com tanta excelência como este aqui. É prazeroso estar no Credeq”, elogiou. Para ele, a intenção é continuar o tratamento fora dali e reconstruir a vida. “O que ficou para trás, ficou para trás. A gente não muda o passado, mas consegue mudar o nosso futuro”, diz.

Outro interno do Credeq é D.E., de 49 anos. Há 52 dias na unidade, ele quer ter a dignidade de volta após 31 anos envolvido com os diferentes tipos de drogas e também com o tráfico de drogas. “Chega uma hora que tem que analisar a vida. Tenho três filhos, perdi a esposa por causa das drogas. Foi uma vida destrutiva”. D.E. já foi preso, passou dias dormindo nas ruas e foi com a ajuda da irmã que conheceu o Centro.

Para ele, o Credeq é a esperança de uma nova oportunidade. “Aqui o nome já fala: um Centro de Excelência. Aqui tem tudo que um paciente precisa. Sem o Credeq acho que já teria até morrido lá fora”, relatou.

De todas as atividades realizadas no Centro, ele ressalta as físicas, em especial, o futebol. Ainda comenta sobre a qualidade de vida que conquistou, se alimentando de forma regular e fazendo atividades físicas diárias, além de atividades espirituais. “Isso tudo ajuda. A gente vê que o corpo da gente está forte, como se tivesse novinho de novo, começando tudo de novo”.

Maior parte da demanda por tratamento é da Grande Goiânia

Os pacientes não são obrigados a praticarem exercícios físicos, mas as atividades fazem parte do protocolo terapêutico. Eles são estimulados a participarem de alongamentos e caminhadas, realizados diariamente, entre segunda e sexta-feira, das 6h50 às 7h30, e escolherem duas outras atividades físicas para realizarem no curso da semana e no período matutino.

A maioria dos pacientes atendidos pela unidade é de Goiânia - 53% do total. Aparecida de Goiânia responde por 17% da demanda e Senador Canedo, 11%. Outros municípios que levaram pacientes ao Credeq foram Abadia de Goiás, Abadiânia, Acreúna, Anápolis, Aragarças, Caldas Novas, Goianésia, Goianira, Inhumas, Israelândia, Itaberaí, Itauçu, Itumbiara, Jaraguá, Mineiros, Morrinhos, Rubiataba, Sanclerlândia, Uruaçu e Uruana.

O Credeq de Aparecida de Goiânia é gerido pela Organização Social Associação Comunidade Luz da Vida. Criada em 1997, a associação tem experiência no tratamento da dependência química masculina e feminina. Com sede no Recreio dos Bandeirantes, em Goiânia, a instituição, que é católica, mantém 14 obras sociais.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247