Em Uberlândia, pais retiram filhos apreendidos em festa

Com início às 7h30, no horário de aulas matinais, evento foi regado a bebidas e drogas como maconha; combinação se deu pelo Facebook; maiores de idade, reponsáveis pela organização foram presos; conselho tutelar de Uberlândia começou hoje a devolver 35 adolescentes participantes às suas famílias

Em Uberlândia, pais retiram filhos apreendidos em festa
Em Uberlândia, pais retiram filhos apreendidos em festa
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O Conselho Tutelar de Uberlância notificou 35 pais de menores de idade e adolescentes que participaram a festa chamada Fogo no Puteiro que o Boy Chegou, na manhã da quarta-feira 27. Cerca de 70 foram apreendidos depois que vizihos da casa em que a festa ocorria, na parte da manhã, chamaram a Polícia Militar em razão do cheiro que maconha que exalava do evento. Os organizadores da festa, maiores de idade, foram detidos.

A divulgação da festa foi feita pelo Facebook e o ingresso custava R$ 10 para os homens e mulheres entravam gratuitamente. Também foi informado que para as garotas que não sabiam chegar ao local ou estudavam no Centro, um veículo as buscariam no Terminal de Ônibus do Bairro Santa Luzia, às 7h10. 107 jovens confirmaram presença pelo Facebook. A festa foi organizada na casa de um dos responsáveis, que aguardou a mãe sair para o trabalho para iniciar o evento. Além de garrafas de bebidas alcoólicas, havia também energéticos, narguilé – um tipo de fumo de origem árabe - maconha e materiais escolares.

O pai de uma das menores, que não quis ser identificado, disse que ficou revoltado quando soube que a filha estava na festa. "Estou trabalhando tranquilo e sossegado e de repente chega a notícia de que minha filha estava aqui. Numa festa onde os jovens se reuniram e tinha tudo o que não presta. Tem de tudo, até polícia. Aí você fica fora de controle, nervoso. É complicado, é complicado demais", desabafou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email