Em últimos atos no governo, Siqueira assina reajustes salariais

Em solenidade nesta sexta-feira, 4, com seu gabinete tomado por secretários, presidentes de autarquias, prefeitos, deputados e líderes políticos, o governador Siqueira Campos (PSDB) assinou uma série de medidas que concedem benefícios a servidores de várias categorias; apesar da expectativa da maioria dos presentes, Siqueira Campos preferiu manter o suspense sobre a possibilidade de renunciar ao cargo; o prazo para desincompatibilização encerra-se neste sábado, 5

www.brasil247.com - Em solenidade nesta sexta-feira, 4, com seu gabinete tomado por secretários, presidentes de autarquias, prefeitos, deputados e líderes políticos, o governador Siqueira Campos (PSDB) assinou uma série de medidas que concedem benefícios a servidores de várias categorias; apesar da expectativa da maioria dos presentes, Siqueira Campos preferiu manter o suspense sobre a possibilidade de renunciar ao cargo; o prazo para desincompatibilização encerra-se neste sábado, 5
Em solenidade nesta sexta-feira, 4, com seu gabinete tomado por secretários, presidentes de autarquias, prefeitos, deputados e líderes políticos, o governador Siqueira Campos (PSDB) assinou uma série de medidas que concedem benefícios a servidores de várias categorias; apesar da expectativa da maioria dos presentes, Siqueira Campos preferiu manter o suspense sobre a possibilidade de renunciar ao cargo; o prazo para desincompatibilização encerra-se neste sábado, 5 (Foto: Aquiles Lins)


Tocantins 247 - Em solenidade na tarde desta sexta-feira, 4, no Palácio Araguaia, com seu gabinete tomado por secretários, presidentes de autarquias, prefeitos, deputados e líderes políticos, o governador Siqueira Campos (PSDB) assinou uma série de medidas que concedem benefícios a servidores de várias categorias. 

Apesar da expectativa da maioria dos presentes, Siqueira Campos preferiu manter o suspense sobre a possibilidade de renunciar ao cargo, como fez o vice-governador João Oliveira (DEM) nessa quinta-feira, 3. Perguntado por jornalistas se irá renunciar, Siqueira ora desconversava, ora dava a entender que não deixaria o governo. 

"Se eu tivesse pensando no que você [jornalista] está perguntando, eu não iria amanhã à inauguração de uma obra tão importante para a população como essa rodovia de Ipueiras", afirmou Siqueira, referindo-se à solenidade de entrega do asfaltamento da rodovia TO-458 até o entrocamento da TO-050, com 41 km de extensão. 

Antes de se manifestar sobre sua especulada saída do governo, o governador sancionou a lei que cria a Região Metropolitana de Gurupi; assinou a lei que autoriza o parcelamento e reparcelamento das dívidas do governo do Estado para com o Regime Próprio da Previdência Social, gerido pelo Instituto de Gestão Previdenciária do Tocantins (Igeprev).

Siqueira sancionou também lei que isenta de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) até 31 de dezembro de 2015 as saídas de produtos agropecuários oriundos da agricultura familiar.

Uma das reivindicações principais da Polícia Civil foi atendida com a Medida Provisória nº 8/14, que realinha os salários de cerca de 3.130 policiais civis.

Siqueira assinou também a Medida Provisória que cria o Quadro auxiliar de servidores da Educação, e cria o Plano de Cargos, Carreiras e Salários e PCCR e realinha os salários dos professores normalistas com professores da educação básica, beneficiando cerca de 3.246 servidores.

Servidores da Defensoria Pública do Tocantins também serão beneficiados com aumentos de salário de 15,5% nos próximos quatro anos;

Uma outra Medida Provisória prevê a criação de 12 mil cargos da Saúde, a serem preenchidos mediante concurso público.

Outros atos foram assinados pelo governador, entre eles os que doa terreno para o Tribunal Regional Eleitoral para expansão de sua sede; decreto que doa ao município de Araguaína lotes para implantação de casas do programa Minha Casa Minha Vida; e doa à Saneatins lotes urbanos no Jardim Aureny e no Jardim Taquari para construções de unidade de Saneamento Básico.

Exonerações

Na mesma solenidade, Siqueira exonerou, a pedido, o comandante geral da Polícia Militar, Luiz Cláudio Benício, que vai se dedicar à sua pré-candidatura a deputado estadual pelo PTB.  Em seu lugar foi nomeado o coronel Gilberto Nogueira para o comando da PM.

O governador também exonerou o coronel Jayzon Veras do cargo de sub-chefe da Casa Militar, para nomeá-lo como chefe do Estado Maior da Polícia Militar.  

Leia também: Vice-governador do Tocantins renuncia ao cargo

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247