Geral

Em últimos atos no governo, Siqueira assina reajustes salariais

Em solenidade nesta sexta-feira, 4, com seu gabinete tomado por secretários, presidentes de autarquias, prefeitos, deputados e líderes políticos, o governador Siqueira Campos (PSDB) assinou uma série de medidas que concedem benefícios a servidores de várias categorias; apesar da expectativa da maioria dos presentes, Siqueira Campos preferiu manter o suspense sobre a possibilidade de renunciar ao cargo; o prazo para desincompatibilização encerra-se neste sábado, 5

Em solenidade nesta sexta-feira, 4, com seu gabinete tomado por secretários, presidentes de autarquias, prefeitos, deputados e líderes políticos, o governador Siqueira Campos (PSDB) assinou uma série de medidas que concedem benefícios a servidores de várias categorias; apesar da expectativa da maioria dos presentes, Siqueira Campos preferiu manter o suspense sobre a possibilidade de renunciar ao cargo; o prazo para desincompatibilização encerra-se neste sábado, 5 (Foto: Aquiles Lins)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Tocantins 247 - Em solenidade na tarde desta sexta-feira, 4, no Palácio Araguaia, com seu gabinete tomado por secretários, presidentes de autarquias, prefeitos, deputados e líderes políticos, o governador Siqueira Campos (PSDB) assinou uma série de medidas que concedem benefícios a servidores de várias categorias. 

Apesar da expectativa da maioria dos presentes, Siqueira Campos preferiu manter o suspense sobre a possibilidade de renunciar ao cargo, como fez o vice-governador João Oliveira (DEM) nessa quinta-feira, 3. Perguntado por jornalistas se irá renunciar, Siqueira ora desconversava, ora dava a entender que não deixaria o governo. 

"Se eu tivesse pensando no que você [jornalista] está perguntando, eu não iria amanhã à inauguração de uma obra tão importante para a população como essa rodovia de Ipueiras", afirmou Siqueira, referindo-se à solenidade de entrega do asfaltamento da rodovia TO-458 até o entrocamento da TO-050, com 41 km de extensão. 

Antes de se manifestar sobre sua especulada saída do governo, o governador sancionou a lei que cria a Região Metropolitana de Gurupi; assinou a lei que autoriza o parcelamento e reparcelamento das dívidas do governo do Estado para com o Regime Próprio da Previdência Social, gerido pelo Instituto de Gestão Previdenciária do Tocantins (Igeprev).

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Siqueira sancionou também lei que isenta de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) até 31 de dezembro de 2015 as saídas de produtos agropecuários oriundos da agricultura familiar.

Uma das reivindicações principais da Polícia Civil foi atendida com a Medida Provisória nº 8/14, que realinha os salários de cerca de 3.130 policiais civis.

Siqueira assinou também a Medida Provisória que cria o Quadro auxiliar de servidores da Educação, e cria o Plano de Cargos, Carreiras e Salários e PCCR e realinha os salários dos professores normalistas com professores da educação básica, beneficiando cerca de 3.246 servidores.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Servidores da Defensoria Pública do Tocantins também serão beneficiados com aumentos de salário de 15,5% nos próximos quatro anos;

Uma outra Medida Provisória prevê a criação de 12 mil cargos da Saúde, a serem preenchidos mediante concurso público.

Outros atos foram assinados pelo governador, entre eles os que doa terreno para o Tribunal Regional Eleitoral para expansão de sua sede; decreto que doa ao município de Araguaína lotes para implantação de casas do programa Minha Casa Minha Vida; e doa à Saneatins lotes urbanos no Jardim Aureny e no Jardim Taquari para construções de unidade de Saneamento Básico.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Exonerações

Na mesma solenidade, Siqueira exonerou, a pedido, o comandante geral da Polícia Militar, Luiz Cláudio Benício, que vai se dedicar à sua pré-candidatura a deputado estadual pelo PTB.  Em seu lugar foi nomeado o coronel Gilberto Nogueira para o comando da PM.

O governador também exonerou o coronel Jayzon Veras do cargo de sub-chefe da Casa Militar, para nomeá-lo como chefe do Estado Maior da Polícia Militar.  

Leia também: Vice-governador do Tocantins renuncia ao cargo

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO