Empresa é suspeita de sonegar R$ 50 milhões

MP-MG, Polícia Civil e Secretaria de Estado de Fazenda (SEF) deflagraram a Operação Pet-scan, para desarticular um amplo esquema de sonegação envolvendo a Lupus Desenvolvimento em Alimentos Ltda., localizada em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte; estima-se que a sonegação atual, considerados os créditos já constituídos, supere os R$ 50 milhões; a empresa surgiu em 2009, após a restruturação empresarial do chamado Grupo Nutriara, liderado por uma indústria de alimentos para animais, atuante em grande parte do território nacional

MP-MG, Polícia Civil e Secretaria de Estado de Fazenda (SEF) deflagraram a Operação Pet-scan, para desarticular um amplo esquema de sonegação envolvendo a Lupus Desenvolvimento em Alimentos Ltda., localizada em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte; estima-se que a sonegação atual, considerados os créditos já constituídos, supere os R$ 50 milhões; a empresa surgiu em 2009, após a restruturação empresarial do chamado Grupo Nutriara, liderado por uma indústria de alimentos para animais, atuante em grande parte do território nacional
MP-MG, Polícia Civil e Secretaria de Estado de Fazenda (SEF) deflagraram a Operação Pet-scan, para desarticular um amplo esquema de sonegação envolvendo a Lupus Desenvolvimento em Alimentos Ltda., localizada em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte; estima-se que a sonegação atual, considerados os créditos já constituídos, supere os R$ 50 milhões; a empresa surgiu em 2009, após a restruturação empresarial do chamado Grupo Nutriara, liderado por uma indústria de alimentos para animais, atuante em grande parte do território nacional (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - O Ministério Público (MP-MG), a Polícia Civil e a Secretaria de Estado de Fazenda (SEF) deflagraram na manhã desta quina-feira (1) a Operação Pet-scan, para desarticular um amplo esquema de sonegação envolvendo a Lupus Desenvolvimento em Alimentos Ltda., localizada em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Estima-se que a sonegação atual, considerados os créditos já constituídos, supere os R$ 50 milhões.

A empresa surgiu em 2009, após a restruturação empresarial do chamado Grupo Nutriara, liderado por uma indústria de alimentos para animais, atuante em grande parte do território nacional.

Segundo as investigações, há fortes suspeitas de venda de mercadorias sem nota-fiscal, subfaturamento e emissão de documentos fiscais com indicação de destinatários diversos dos reais, prática iniciada nos negócios então realizados pela Nutriara. 

Estão sendo cumpridos nove mandados de busca e apreensão, envolvendo quatro pessoas jurídicas e cinco pessoas físicas, nas cidades de Belo Horizonte, Santa Luzia, Lagoa Santa e no Rio de Janeiro.

Participam da operação dois promotores de Justiça, um delegado de Polícia, 30 agentes da Polícia Civil e 26 servidores fazendários. 

De acordo com o MP-MG, esta é mais uma ação desenvolvida no âmbito do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), força-tarefa formada pelo MPMG, SEF, Polícias Civil e Militar, além da Advocacia-Geral do Estado, e que ao longo deste ano já conseguiu recuperar mais de R$ 50 milhões desviados dos cofres públicos.

*Com assessoria do MP-MG

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247