Empresa ligada a Delta é banida de licitação no Pará

Dnit excluiu a Técnica de um contrato para obras em rodovias federais no valor de R$ 95 milhões. Em SP, O TCE deu prazo de 48 horas para que o governo se explique sobre a participação da construtora em licitação da Secretaria de Saneamento de R$ 2 bilhões. A Controladoria-Geral da União declarou a companhia de Fernando Cavendish inidônea e a julga, portanto, impedida de firmar contratos com o poder público

Empresa ligada a Delta é banida de licitação no Pará
Empresa ligada a Delta é banida de licitação no Pará

247 - O Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) decidiu excluir a Técnica Construções de uma licitação para obras em rodovias federais no Pará, no valor de R$ 95 milhões. A informação foi publicada pelo jornal "O Estado de S. Paulo".

A criação da Técnica Construções faz parte do plano de recuperação judicial da Delta, autorizado pela Justiça do Rio, para que seja paga a dívida de seus credores.

A Controladoria-Geral da União declarou a companhia de Fernando Cavendish inidônea e a julga, portanto, impedida de firmar contratos com o poder público.

Atualmente em São Paulo, a Técnica integra um consórcio que foi classificado provisoriamente em primeiro lugar na licitação de R$ 2 bilhões feita por um departamento da Secretaria de Saneamento.

O TCE (Tribunal de Contas do Estado) deu prazo de 48 horas para que o governo de São Paulo se explique.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247