Empresário é assassinado após assalto

O proprietário da chopparia Maikai, Guilherme Paes Brandão, foi assassinado após ser assaltado ao chegar ao seu estabelecimento comercial. Segundo a polícia, ele teria reagido

O proprietário da chopparia Maikai, Guilherme Paes Brandão, foi assassinado após ser assaltado ao chegar ao seu estabelecimento comercial. Segundo a polícia, ele teria reagido
O proprietário da chopparia Maikai, Guilherme Paes Brandão, foi assassinado após ser assaltado ao chegar ao seu estabelecimento comercial. Segundo a polícia, ele teria reagido (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas247 - Um assalto resultou na morte do empresário Guilherme Paes Brandão, na manhã desta quarta-feira (26), no bairro de Jatiúca, em Maceió. De acordo com a Polícia Militar (PM), ele teria reagido à ação criminosa, quando acabou baleado na Chopparia Maikai, da qual é proprietário.

A PM informou que Guilherme chegou ao estabelecimento comercial sozinho. Marcelo dos Santos, estava no escritório. Assim que o proprietário chegou a sala, foram abordados por dois homens armados. Eles teriam pedido dinheiro e chegaram a receber a quantia de R$ 2 mil, porém, mesmo assim, teriam efetuado disparos contra o empresário.

Segundo testemunhas, os suspeitos estavam de bermuda, camiseta e boné. Após a prática do crime, os homens fugiram do local. Um dos homens é alto, moreno e magro. Já o outro assaltante, magro, branco e de estatura baixa.

Seguranças do local isolaram a chopparia e agentes do 2º Distrito Policial estão realizando os primeiros levantamentos. Segundo o chefe de operações da delegacia, Ariel Almeida, repassar qualquer informação sobre o crime, agora, seria agir com precipitação.

O gerente do estabelecimento será ouvido pela Polícia Civil. Imagens do circuito interno de monitoramento devem ser utilizadas para tentar identificar os acusados. Segundo a polícia, será possível obter as imagens até as 12h desta quarta.

Abalados, familiares e amigos do empresário encontram-se na porta do estabelecimento. O irmão da vítima, Eutímio Brandão, por meio da assessoria de comunicação, pediu para que todos respeitassem o momento. "Ele não reagiu ao assalto. Pedimos que todos respeitem a família", disse.

Segundo a polícia, pela posição do corpo, o tiro teria atingiu a cabeça de Guilherme. Os Institutos de Criminalística (IC) e Médico Legal (IML) foram acionados. Homens das polícias Militar, Civil e Força Nacional também estiveram na casa de shows.

De acordo com Daniel Saraiva, consultor de segurança do Maikai, os indícios apontam para um latrocínio, com a possibilidade de Guilherme ter reagido ainda não descartada. ''Mais um empresário brilhante que foi assassinado por causa da violência em Alagoas.
Um empresário que gerava muitos empregos'', desabafou.

Os filhos do médico Alfredo Vasco, assassinado em maio de 2012, na praça Vera Arruda, localizada nas proximidades do Maikai, também estiveram no local do crime. ''Meu Deus! Mataram meu pai de bicicleta e, agora, um homem enquanto trabalhava. É um o que se vê em Alagoas'', disse André Palmeira.

Com gazetaweb.com

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email