Empresários pressionam deputados indecisos a aprovar Previdência

A duas semanas da data prevista pelo governo para a votação da reforma da Previdência, os empresários resolveram aumentar a pressão sobre os deputados federais; cerca de 120 parlamentares são alvo da campanha para aprovar a Reforma: os empresários irão bombardeá-los com mensagens telefônicas para que aprovem as mudanças nas aposentadorias

(Brasília - DF, 13/02/2017) Pronunciamento à imprensa do Presidente Michel Temer. Foto: Beto Barata/PR
(Brasília - DF, 13/02/2017) Pronunciamento à imprensa do Presidente Michel Temer. Foto: Beto Barata/PR (Foto: Charles Nisz)

SP 247 -  A duas semanas da data prevista pelo governo para a votação da reforma da Previdência, os empresários resolveram aumentar a pressão sobre os deputados federais. Cerca de 120 parlamentares são alvo da campanha para aprovar a Reforma. Encerrado o Carnaval, os empresários irão bombardeá-los com mensagens telefônicas para que aprovem as mudanças nas aposentadorias.

A avaliação de aliados de Michel Temer no Congresso é que os empresários têm influência em suas regiões e podem ajudar os parlamentares a financiar suas campanhas. É um fator importante num ano em que os candidatos não poderão contar com doações das empresas.

O presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, acertou a iniciativa com Michel Temer num encontro na semana passada. Prometeu mobilizar centenas de entidades para apelar aos deputados. Apesar da cartada dos empresários, o governo vê com pessimismo as chances de aprovação da proposta.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247