Era uma vez um favorito na eleição de Aparecida...

Possibilidade de Maguito e Ademir ficarem fora da disputa real, mas pequena. No entanto, cassao de direitos polticos (por enquanto) deixa no ar a pergunta: com ou sem eles, Veter leva vantagem?

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Vassil Oliveira_Goiás 247 – O favorito para vencer a eleição em Aparecida de Goiânia é o atual prefeito, Maguito Vilela (PMDB). Depois dele, bem próximo, o nome mais forte é o do deputado estadual e ex-prefeito Admir Menezes (PSD). Isso é o que mostrou recente pesquisa Serpes publicada em O Popular e aqui no Goiás 247.

E depois? Depois não tem favorito, tem pretendente. Veter Martins é o mais ativo, por ser do PSDB, partido do governador Marconi Perillo. E é possível ainda colocar nessa lista dos que querem mas em tese têm pouca chance o atual vice-prefeito, Tanner de Melo (DEM), e o ex-deputado estadual e neopetista Ozair José – hoje candidato a vice do peemedebista. Esse é o quadro. Quer dizer: era. Pode ser. Quem sabe. 

Na semana passada, uma decisão do juiz Gustavo Dalul Faria, da comarca local, suspendeu os direitos políticos de Maguito, Ademir e de outro ex-prefeito, José Macedo (PR), todos por improbidade administrativa. O que diz a sentença: o primeiro não poderá exercer cargo público por três anos e os outros, por seis. Os três vão recorrer da decisão nesta segunda, e podem naturalmente reverter o quadro. Mas ele dá o que pensar.

Sem Maguito e Ademir, a eleição em Aparecida fica zerada. Mesmo o inicial entusiasmo de Veter com a decisão da justiça – por tirá-lo da pretensão e jogá-lo para a natural opção – pode significar pouco. Isso porque ele próprio será um nome por um lado novo mas por outro atrelado a um governo que passa por momentos difíceis com as revelações e gravações envolvendo Marconi Perillo com o grupo do contraventor Carlinhos Cachoeira. Veter só está na disputa por motivação do governador.

Ninguém escapa de desgastes em Aparecida. Ozair José é do PT (onde enfrenta resistência), alvo direto no mensalão. E Tanner é do partido que elegeu o senador Demóstenes Torres, centro das atuais denúncias. E Maguito e Ademir? Voltando à disputa, o primeiro terá muito o que explicar sobre a proximidade dele com Cachoeira – com quem inclusive jogava futebol. E o segundo, tem seus desgastes para cuidar: é da base do governador, foi vice no governo anterior (alvo de ataques do atual e, segundo pesquisas, de visão negativa para a população) e sofre desgastes pelas administrações anteriores no município – as suas e as de seu sucessor, Macedo. A seu favor conta não estar ligado diretamente ao caso Cachoeira, como está Maguito. Mas isso o torna favorito? Veter e Ozair também não estão.

Aparecida é mais um município em Goiás onde os efeitos do Caso Cachoeira já estão sendo sentidos diretamente – e se misturando com os já existentes. O quadro lá, como em Goiânia e Anápolis, principalmente, está indefinido. E vem CPI por aí. Em Brasília e em Goiás. Vale lembrar que na Assembleia estão o próprio Ademir Menezes, pelo governo, e o filho de Maguito, Daniel Vilela (PMDB), pela oposição. Como será o embate lá? Favorito, há?

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email