Ericsson e Samsung avançam em mercado de redes de telefonia celular com queda da ZTE

A Ericsson, segunda maior fabricante de equipamento de rede para telefonia celular e a Samsung se beneficiaram do aumento da demanda nos Estados Unidos, enquanto a chinesa ZTE caiu para o quinto lugar após ser atingida por sanções norte-americanas em abril.

Ericsson e Samsung avançam em mercado de redes de telefonia celular com queda da ZTE
Ericsson e Samsung avançam em mercado de redes de telefonia celular com queda da ZTE

(Reuters) - A Ericsson aumentou participação no mercado de equipamentos para telefonia móvel no segundo trimestre, enquanto a Samsung Electronics saltou para o quarto lugar, segundo dados da empresa de pesquisa Dell’Oro.

A Ericsson, segunda maior fabricante de equipamento de rede para telefonia celular e a Samsung se beneficiaram do aumento da demanda nos Estados Unidos, enquanto a chinesa ZTE caiu para o quinto lugar após ser atingida por sanções norte-americanas em abril.

Os maiores fornecedores de equipamentos para o setor no mundo —a líder, Huawei, Ericsson e a terceira colocada Nokia— aumentaram suas participações de mercado na comparação trimestral, parcialmente devido à queda nas vendas da ZTE a partir de abril, disse o analista da Dell’Oro Stefan Pongratz.

Segundo o analista, a fatia da Ericsson nas receitas do setor subiu cerca de um ponto percentual no segundo trimestre.

Os dados da Dell’Oro sobre equipamento de rede é geralmente aceito como um modelo para rankings de participação do mercado dentro do setor. A empresa não informou os dados exatos para receita.

Fornecedores para telefonia móvel têm sofrido com a desaceleração do crescimento desde que a demanda por equipamento de rede 4G atingiu o auge em 2015, mas a indústria está agora se preparando para avanços com a chegada da tecnologia 5G, com início mais à frente este ano e em 2019 nos Estados Unidos.

O recente impulso da Ericsson veio em parte pela substituição da ZTE como fornecedora de equipamento para a empresa italiana de telefonia móvel Wind Tre. Ela também se beneficiou de melhorias mais rápidas no mercado norte-americano, onde lidera o ranking, à frente da Nokia.

A Samsung é a terceira na América do Norte e quarta no mundo, informou a Dell’Oro.

As vendas de redes na América do Norte tiveram crescimento de dois dígitos durante o primeiro semestre, estimou a Dell’Oro.

De uma base pequena, a participação da Samsung na receita do setor na América do Norte saltou três vezes durante o primeiro semestre de 2018, informou a Dell’Oro sem divulgar números específicos.

Por Eric Auchard em Londres e Olof Swahnberg em Estocolmo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247