Escoltado pela PF, Corrêa é transferido para Curitiba

Ex-deputado federal embarcou nesta manhã escoltado por agentes da Polícia Federal; Pedro Corrêa (PP-PE), que foi condenado na Ação Penal 470, cumpria pena em regime semiaberto no interior de Pernambuco e votou a ser investigado na 11ª fase da Operação Lava Jato; ele embarcou na aeronave sem utilizar algemas e escoltado por três policiais

Ex-deputado federal embarcou nesta manhã escoltado por agentes da Polícia Federal; Pedro Corrêa (PP-PE), que foi condenado na Ação Penal 470, cumpria pena em regime semiaberto no interior de Pernambuco e votou a ser investigado na 11ª fase da Operação Lava Jato; ele embarcou na aeronave sem utilizar algemas e escoltado por três policiais
Ex-deputado federal embarcou nesta manhã escoltado por agentes da Polícia Federal; Pedro Corrêa (PP-PE), que foi condenado na Ação Penal 470, cumpria pena em regime semiaberto no interior de Pernambuco e votou a ser investigado na 11ª fase da Operação Lava Jato; ele embarcou na aeronave sem utilizar algemas e escoltado por três policiais (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernmabuco 247 - O ex-deputado federal Pedro Corrêa (PP-PE) embarcou na manhã desta segunda-feira (13) para Curitiba (PR) escoltado por agentes da Polícia Federal. Corrêa, que foi condenado na Ação Penal 470, o 'mensalão', cumpria pena em regime semiaberto no Agreste de Pernambuco e votou a ser investigado na 11ª fase da Operação Lava Jato.

O ex-deputado embarcou na aeronave sem utilizar algemas e escoltado por três policiais. De acordo com o chefe de comunicação da PF em Pernambuco, Giovani Santoro, Pedro Corrêa saiu do Centro de Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), na Região Metropolitana do Recife, para onde havia sido transferido no final de semana, por volta das 3h30 da madrugada. Do Cotel, foi levado para o Aeroporto Internacional dos Guararapes e embarcou às 5h40.

"Ele ficou em uma sala isolada no guichê da Polícia Federal no aeroporto e embarcou por volta das 5h40. No Rio de Janeiro, agentes da Polícia Federal de Curitiba devem acompanhá-lo até o Paraná", aponta o chefe de comunicação da PF-PE, Giovani Santoro.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247