Espancamento de juíza terá intervenção da AMB

Caso que ocorreu em Porto Seguro, no extremo-sul da Bahia, mobiliza Associao de Magistrados Brasileiros e Tribunal de Justia do Estado; promotor Dioneles Filho teria agredido a juza Nemora Jannsen com socos e pontaps

Espancamento de juíza terá intervenção da AMB
Espancamento de juíza terá intervenção da AMB (Foto: Divulgação)

Victor Longo_ Bahia247 - Um escândalo que chocou a Justiça baiana neste fim de semana promete ganhar repercussão nacional nos próximos dias. Trata-se do caso de um promotor que espancou uma juíza de Porto Seguro, município do extremo-sul da Bahia localizado a 707 quilômetros de Salvador. Na noite deste sábado, a assessoria de comunicação do Tribunal de Justiça da Bahia informou que dois juízes já foram deslocados para o extremo-sul baiano, a fim de acompanhar o caso. A Associação de Magistrados também já foi mobilizada segundo a mesma fonte.

A juíza da comarca de Caravelas, Nemora de Lima Jannsen dos Santos, de 35 anos, teria sido espancada com socos e pontapés na madrugada desta sexta-feira (24) pelo promotor da Vara Criminal de Porto Seguro, Dioneles Leones Santana Filho, quando participava do Carnaporto, o carnaval prolongado do município – destino turístico internacionalmente conhecido.

No boletim de ocorrência registrado na Delegacia de Proteção ao Turista de Porto Seguro (Deltur), a magistrada informou que estava em companhia do namorado, o advogado Leonardo Wishart, 27, em um camarote da Arena Axé Moi, quando o agressor se aproximou por trás com um soco que atingiu a sua nuca. Nemora teria ainda caído no chão e ainda recebido diversos chutes na cabeça e em outras partes do corpo. Wishart tentou lutar contra o promotor, mas também foi agredido com socos. O boletim ainda considera que a intenção do promotor era matar.

Antecedentes

A assessoria de comunicação do TJ informou que o promotor Dioneles Filho já havia se envolvido em confusões anteriormente e tinha antecedentes de reclamações registradas na Corregedoria do Ministério Público Estadual. Entre o estranhos casos envolvendo o promotor está a publicação de uma conversa que teve com um jornalista na qual dizia estar sendo ameaçado de morte pelo profissional da imprensa. Logo depois de conversar com o promotor, o jornalista, apelidado de Zé Ninguém, publicou o episódio em seu blog.

Por sua vez, a juíza não possui registros de reclamações de colegas, nem de cidadãos. Ela deverá vir a Salvador na terça-feira (28). A magistrada Nemora Santos já atuou na comarca de Porto Seguro e, conforme seu companheiro Leonardo Wishart disse ao Bahia Notícias, ela está bastante abalada e assustada com o episódio. O casal realizou exame de corpo de delito na manhã da sexta-feira no Complexo Policial de Porto Seguro. Ela ainda teria dito a Wishart desconhecer os motivos que levaram o promotor a cometer a agressão.

O promotor Valmiro Macedo, designado para apurar o caso, disse que uma equipe do Ministério Público vai a Porto Seguro investigar de perto os motivos da agressão. A assessoria do TJ ainda informou que a juíza tem direito à medida protetiva, que impede que o promotor se aproxime a menos de três metros dela.

Com informações da assessoria de comunicação do Tribunal de Justiça, G1, Bahia Notícias, Blog do Zé Ninguém

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247